Fifa obriga Flamengo a pagar dívida com Vasco e Palmeiras por Vagner Love

A dívida se dá pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, que reserva parte dos valores de transferências aos times formadores dos atletas

Comentar
Compartilhar
28 MAR 201512h59

Vagner Love atualmente é jogador do Corinthians há quase dois meses, mas também é pivô de uma dívida do Flamengo com três outros clubes brasileiros. Ao contratar o atacante do russo CSKA, em 2012, o Rubro-Negro não pagou cerca de R$ 200 mil aos clubes formadores em 2012. O clube corre risco de perder pontos nos torneios que disputa se não sanar o débito em até 30 dias. Os beneficiados são Campo Grande-RJ, Palmeiras e até o rival Vasco da Gama.

A dívida se dá pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, que reserva parte dos valores de transferências aos times formadores dos atletas. Como o trio citado participou da transição de Love ao futebol profissional, deveria receber porcentagem sobre os cerca de R$ 9,2 milhões pagos pelo Flamengo na ocasião.

O Vasco tem direito a receber 31 mil euros, que com juros anuais e conversão à ao Real fica em R$ 120 mil. Já o Campo Grande-RJ recebe pouco menos que isso, e o Palmeiras fatura R$ 15 mil.

Ainda assim, a diretoria rubro-negra considera que a audiência na Fifa foi uma vitória. Isto porque o Flamengo convenceu a entidade de que a operação por Love, em 2012, custou 4 milhões de euros – 40% do que os clubes formadores afirmavam como valor base para o cálculo de suas respectivas partes.

Desde 2013 fora do Flamengo, Love custará ao clube dívida de cerca de R$ 200 mil (Foto: Agência Corinthians)

O que é?

Criado pela Fifa, o mecanismo de solidariedade garante recompensa aos clubes formadores. Estes ficam com 5% do valor das transferências de atletas que ajudou a revelar. A fatia pode ser dividida entre vários, como no caso de Love, com os quais o jogador teve ligação entre os 12 e 23 anos de idade.