Prefeitos da Região irão debater queima de fogos em próxima reunião do Condesb

Eventos controlados estarão liberados durante a temporada de verão; já as festas de Réveillon serão discutidas no dia 26 de outubro

Comentar
Compartilhar
05 OUT 2021Por Da Reportagem20h45
Informações foram passadas pelo prefeito de Santos e presidente do Condesb, Rogério Santos (PSDB)Informações foram passadas pelo prefeito de Santos e presidente do Condesb, Rogério Santos (PSDB)Foto: Reprodução / Facebook

A pauta do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb) da manhã desta terça-feira (5) era os eventos de fim de ano na Região. O encontro - que aconteceu de forma remota - contou com a participação de prefeitos e representantes das prefeituras. Entre as principais decisões está as festas de Réveillon, no entanto, esta discussão ficou para o fim deste mês.

Segundo o prefeito de Santos e presidente do Condesb, Rogério Santos (PSDB), o conselho já deciciu que eventos controlados - com portaria, venda de ingressos, controle de público e seguindo os protocolos - estarão liberados para a temporada de verão.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Por outro lado, os eventos abertos, como a queima de fogos, que não há como controlar o público, entrarão em discussão na próxima reunião do conselho, marcada para o dia 26 de outubro. Segundo o prefeito santista, a preocupação é com o efetivo de policiamento e aglomeração que este tipo de evento causaria.

De qualquer forma, a expectativa das prefeituras da Região é de que o turismo seja reaquecido durante o verão. Para atender as demandas, Rogério Santos afirmou que irá solicitar ao Estado um número maior de policiais militares na Baixada durante a Operação Verão deste ano.