Câncer bucal: mais de 290 pessoas são examinadas no Centro e na Aparecida

O objetivo foi chamar a atenção da população para a importância de cuidar da saúde da boca

Comentar
Compartilhar
23 MAI 201513h01

Dentro da Campanha de Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer Bucal, 297 pessoas fizeram exames clínicos gratuitos nesta sexta-feira, nas praças Mauá (Centro Histórico) e Abílio Diniz Paz (Aparecida). A ação foi promovida pela Federação Dentária Internacional e pela Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas, em parceria com a Prefeitura, Unisanta e Unimes. O objetivo foi chamar a atenção da população para a importância de cuidar da saúde da boca.

Do total, 112 foram encaminhadas para avaliações mais detalhadas. Os pacientes também foram orientados sobre a doença e receberam kits com folder educativo, escova, creme e fio dental. “O câncer bucal, quando detectado precocemente, tem chance de cura de 90%. Por isso é importante o autoexame”, disse a chefe da Seção de Prevenção em Saúde Bucal, da Secretaria de Saúde, Ercilla Maria Vargas Wiggert.

A ação ainda teve a parceria do Conselho Regional de Odontologia do Estado de São Paulo e do Sindicato dos Odontologistas de Santos. A iniciativa segue nas policlínicas durante a Campanha de Vacinação contra a Influenza (vírus da gripe), prorrogada até 3 de junho, com distribuição de folders e exames.

297 pessoas fizeram exames clínicos gratuitos nesta sexta-feira (Foto: Divulgação/PMS)

Atendimento o ano todo

As policlínicas contam com dentistas para avaliação clínica, sem necessidade de agendamento. Casos suspeitos são encaminhados ao Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), que desde o início do ano realizou 680 atendimentos. Desses, 22 pacientes foram na unidade para fazer diagnóstico do câncer bucal, sendo cinco confirmados com o tumor. A incidência desse tipo de câncer ocupa o 5º lugar entre homens e o 9º entre mulheres, acima de 60 anos.