Estado de SP tem queda no número de casos de dengue em maio

Em abril, a média de ocorrências da doença foi de 1.970 casos por dia. O número é mais de doze vezes superior à média do mês de maio, com 159,5 casos por dia

Comentar
Compartilhar
25 MAI 201516h37

O Estado de São Paulo registrou queda de infecções de dengue durante o mês de maio. Até sexta-feira, 22, foram registrados 3.510 casos confirmados da doença no mês. Em abril, foram 59.128 ocorrências.

Em abril, a média de ocorrências da doença foi de 1.970 casos por dia. O número é mais de doze vezes superior à média do mês de maio, com 159,5 casos por dia. O pico da doença no Estado foi registrado em março, com 137.380 casos de dengue.

De acordo com a Secretaria do Estado de Saúde, Campinas e Sorocaba seguem como as cidades com os maiores registros da doença. A capital ocupa a terceira posição no Estado, com 23.259 casos confirmados de dengue.

O Estado de São Paulo registrou queda de infecções de dengue durante o mês de maio (Foto: Divulgação)

Dados do Ministério da Saúde também apontam que o Estado bateu o recorde de mortes por dengue, com 169 casos até a primeira semana de abril. É o maior número de vítimas em território paulista desde 1990, quando começou o balanço oficial. O recorde anterior de mortes em São Paulo havia sido registrado em 2010, quando 141 pessoas morreram por complicações da doença. São mais vulneráveis a apresentar o quadro grave da doença crianças, idosos e quem tem problemas crônicos.

Em nota, a Secretaria do Estado de Saúde informou que fechou parceira com instituições do setor público e privado para aumentar a divulgação de informações sobre combate e prevenção à dengue no Estado. Também informou que a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) irá dobrar seu efetivo para mil agentes para auxiliar os municípios paulistas a evitar nova epidemia em 2016.