X
Política

Perseguição a Lula será denunciada em dezenas de países, diz Manuela d'Ávila

Para Manuela, a esquerda brasileira está muito ativa e precisa se unir neste momento.

Manuela D´Ávila (de camiseta branca), em encontro antes da prisão de Lula. / Facebook/Manuela D´Ávila

A deputada estadual do Rio Grande do Sul e pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB, Manuela d'Ávila, disse que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será denunciada como perseguição política em países da América Latina. "Estamos organizando uma agenda no Uruguai e na Argentina para denunciar o que está acontecendo", afirmou, em entrevista à rádio Brasil Atual.

Internacionalmente, a prisão do petista já acarretou a convocação de manifestantes para protestos na Espanha, Portugal e França, e a expectativa é que a ex-presidente Dilma Rousseff também faça denúncias sobre perseguição a Lula durante agenda na Europa e nos Estados Unidos, nesta semana. 

Também presente na entrevista à rádio, o ex-ministro da Defesa, Celso Amorim, ressaltou a declaração dada pelo atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, em Portugal, dizendo que a prisão de Lula seria uma mancha para o Brasil no exterior. "Espero que essa visão (de Gilmar Mendes) passe para outros ministros (do STF)", disse Amorim. 

Para Manuela, a esquerda brasileira está muito ativa e precisa se unir neste momento. Além disso, a ideia é fazer com que o debate sobre a liberdade de Lula atinja os partidos liberais, por ser, a seu ver, uma infração jurídica. "Se existir 0,1% de chance de termos o Lula livre, vamos apostar nessa chance porque precisamos dele falando com o povo brasileiro", acrescentou.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Brasil completa 1 mês com média de mortes por Covid abaixo de 300

Também foram registrados 10.161 casos, o que levou a média para 7.781 infecções por dia, queda de 17%, também em relação a duas semanas atrás

Esportes

Presidente do Delfín revela proposta do Santos por gigante zagueiro equatoriano

Assim como fez no Corinthians, o técnico Fábio Carille deve iniciar a reformulação do elenco santista para 2022 pela defesa

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software