ONU condena ataque que matou mais de 300 pessoas no Egito

O Conselho de Segurança das Nações Unidas também condenou o 'ataque terrorista hediondo e covarde'

Comentar
Compartilhar
27 NOV 2017Por Agência Brasil19h01
António Guterres e o Conselho de Segurança das Nações Unidas condenaram de forma veemente o ataque terroristaFoto: Associated Press

O secretário-geral da ONU, António Guterres, e o Conselho de Segurança das Nações Unidas condenaram de forma veemente o ataque realizado na última sexta-feira (24) numa mesquita na cidade de Bir al-Abed, no norte do Sinai, no Egito. O atentado deixou mais de 300 mortos e mais de uma centena de feridos. A informação é da ONU News.

Em nota emitida por seu vice-porta-voz, Farhan Haq, Guterres enviou "profundas condolências" ao governo e à população do Egito e desejou rápida recuperação aos feridos. Ele pediu que os responsáveis pelo ataque  sejam rapidamente levados à justiça.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas também condenou o "ataque terrorista hediondo e covarde" e reafirmou que o terrorismo em todas as suas formas e manifestações constitui uma das ameaças mais graves à paz e segurança internacionais.