X

Diário Mais

Cientistas trabalham na 'Caixa Preta' que registrará o fim do mundo; conheça

A estrutura é um monólito indestrutível que contem discos rígidos para armazenar dados sobre a evolução

Da Reportagem

Publicado em 11/04/2024 às 10:49

Atualizado em 11/04/2024 às 10:58

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A 'caixa preta' será instalada na costa oeste da Tasmânia, ilha da Austrália / Divulgação/Earth Black Box

Um grupo de cientistas australianos está desenvolvendo a Caixa Preta da Terra, um dispositivo que preservará evidências de que os humanos e seus sistemas de produção e consumo destruíram a vida no planeta.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

A ideia surgiu após a COP 26, a conferência do clima da Organização das Nações Unidas (ONU) que ocorreu em novembro, em Glasgow, na Escócia. Na ocasião, foi determinado que o planeta precisa limitar o aquecimento global em até 1,5 graus Celsius em relação ao período pré-industrial.

A estrutura é um monólito indestrutível de 9,7 metros de comprimento que contem discos rígidos para armazenar dados sobre a evolução da temperatura, precipitação, nível do mar, dióxido de carbono na atmosfera, acidificação dos oceanos, extinção de espécies, alterações no uso do solo e outros indicadores da atividade humana.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Na parte superior da caixa terá uma série de paineis solares que serão fonte de energia. Além disso, ela está conectada à internet para coletar periodicamente dados relacionados às mudanças climáticas.

A 'caixa preta' será instalada na costa oeste da Tasmânia, ilha da Austrália. O local foi escolhido por ser uma área política e geograficamente estável.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Acesso ao Monte Serrat passará por obras ainda neste mês, em Santos

Atualizações têm por intuito garantir mais segurança e conforto aos moradores e visitantes

Santos

Minifestival Santos Café terá degustação, oficinas e música; veja programação

Também comemorando o Dia Nacional do Café (24 de maio), o festival dividirá suas atrações entre o bulevar da Rua XV de Novembro e Museu do Café

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter