Técnico e jogadores do Santos criticam árbitro por pênalti e expulsão

“Não vou falar, vocês têm jornalistas, comentaristas a altura para falar”, disse Marcelo Fernandes, evitando entrar em polêmica

Comentar
Compartilhar
26 ABR 201519h58

A final do Campeonato Paulista não poderia passar imune a uma grande polêmica. No primeiro duelo da decisão, disputado neste domingo, no Palestra Itália, o árbitro Vinicius Furlan causou muita discussão ao dar um pênalti para os donos da casa, no segundo tempo, quando o Palmeiras já vencia o clássico por 1 a 0. 

A jogada em pauta aconteceu após um lançamento de Rafael Marques para Leandro Pereira, que era acompanhado de perto por Paulo Ricardo. Em meio ao empurra-empurra, o centroavante apostou corrida com o zagueiro santista e caiu dentro da área. Além do pênalti, o árbitro ainda expulsou o atleta do Peixe, já que o lance era uma chance clara de gol. 

“Não vou falar, vocês têm jornalistas, comentaristas a altura para falar”, disse Marcelo Fernandes, evitando entrar em polêmica, mas que não suportou e deu sua opinião. “Os dois estavam brigando com a bola ombro a ombro ali, ele se jogou muito depois que entrou na área, é malandragem do atacante, mas o pênalti não foi convertido”, analisou o técnico, lembrando que Dudu não soube levar proveito e desperdiçou a chance de aumentar a vantagem do Palmeiras. 

“No meu ponto de vista, acho que a falta foi feita fora da área, mas também não interferiu no placar do jogo. Tirou uma grande possibilidade de conseguir o empate ou até mesmo a virada, mas temos que deixar a arbitragem de lado e pensar no próximo jogo”, analisou o goleiro Vladimir, que pôde enxergar a jogada de frente. 


David Braz deserma Dudu (Foto: Levi Bianco)

O goleiro do Peixe, aliás, admitiu que não chegou a tocar na bola, que foi diretamente no travessão, antes de sair pela linha de fundo. 

“Eu não cheguei a tocar na bola, eu pulei já para a batida meia altura, se ela visse um pouco mais baixa eu poderia pegar, mas eu não toquei”, contou. 

“Eu não vi os lances ainda, não sei se foi pênalti ou não, mas acho que ele foi nervoso. A gente sabia que ia ser um pouco assim, mas o time se portou bem e leva a decisão para dentro de casa”, acrescentou Lucas Lima.