Retorno das aulas presenciais será em fevereiro e alunos receberão merenda fresca

Volta às aulas deve ocorrer e 1º de fevereiro; materiais utilizados nas merendas e oferecidos aos alunos serão higienizados antes do uso e distribuição

Comentar
Compartilhar
12 JAN 2021Por Gazeta de S. Paulo13h30
Alunos vão ter horários diferenciados de intervalo, evitando assim aglomeração e possível disseminação da Covid-19Foto: Moacyr Lopes Júnior/Folhapress

O retorno das aulas presenciais está mantido para o dia 1º de fevereiro, de acordo com o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares. A afirmação foi feita nesta terça-feira (12) e Soares informou ainda que os alimentos serão preparados nas próprias instituições.

“Nós estamos, até o momento, trabalhando com a merenda seca, ou seja, ela não tem a preparação na escola. E esse é um passo importante que nós vamos dar, que é voltar com a preparação da merenda dentro das escolas. Esse é um componente fundamental para a saúde alimentar das crianças, inclusive para que eles tenham segurança dentro da escola para que possam aprender”, afirmou.

Os estudantes estão recebendo a merenda seca desde a retomada das aulas de reforço e das atividades extracurriculares na rede estadual. A merenda seca consiste na distribuição de alimentos industrializados como bolachas, bolinhos e sucos de caixinhas.

Soares também disse que os alunos vão ter horários diferenciados de intervalo, evitando assim aglomeração e possível disseminação da Covid-19. “A preparação é diferenciada, principalmente no momento da distribuição, que é sempre em rodízio. Um horário, uma turma, outro horário, outra turma, que não tenham que se encontrar no pátio”, disse.

Os materiais utilizados nas merendas e oferecidos aos alunos serão higienizados antes do uso e distribuição e as merendeiras vão usar equipamentos de proteção individual.