Entrada da Cidade

Complexo dos Estivadores será novo campo de estágio da rede municipal

A primeira instituição de ensino prevista para atuar na unidade é o Centro Universitário Lusíada (Unilus)

Comentar
Compartilhar
09 AGO 2018Por Da Reportagem18h20
A primeira instituição de ensino prevista para atuar na unidade é o Centro Universitário Lusíada (Unilus), que firmou termo de compromisso nesta quinta-feira (9) com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) SantosFoto: Rogerio Bomfim/PMS

A partir do próximo ano letivo, o Complexo Hospitalar dos Estivadores passará a integrar as unidades municipais de saúde que servem para campo de estágio de estudantes técnicos e de nível superior, ajudando assim na formação de futuros profissionais. A primeira instituição de ensino prevista para atuar na unidade é o Centro Universitário Lusíada (Unilus), que firmou termo de compromisso nesta quinta-feira (9) com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) Santos.

"Com esta assinatura, estamos dando o pontapé inicial para rapidamente termos os estudantes colaborando aqui (no Estivadores). É uma parceria ganha-ganha, que beneficia o hospital com renovação e conteúdo acadêmico e também os estudantes, que terão acesso à prática", destacou o secretário de Saúde, Fábio Ferraz, lembrando que, por ano, 2.500 estudantes realizam estágio na rede municipal, de sete universidades e instituições de ensino, sendo a maioria deles da Unilus (mais de 900).

O diretor geral do Complexo dos Estivadores, Júlio Cesar Massonetto, também ressalta os benefícios da proposta, que está em sintonia com os pilares de trabalho de excelência do hospital e da sua contribuição à saúde regional e ao desenvolvimento profissional. "É muito positivo colocar o aluno neste cenário de ensino-aprendizagem, o que também incentiva o colaborador para aprender mais".

Nos próximos meses, os corpos técnicos da Unilus e do Complexo Estivadores, que têm gestão compartilhada entre a Secretaria de Saúde e o Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz, irão definir os protocolos para o campo de estágio. A previsão é de que, anualmente, participem até 1.100 alunos de seis cursos: Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Biomedicina e Técnico em Radiologia.

PARCERIAS

"Vamos estreitar os nossos convênios com a Prefeitura. Faz parte da nossa finalidade, desde o início da fundação, o ensino de qualidade e assistencial", ressaltou o presidente da Fundação Lusíada (entidade mantenedora da Unilus), Nelson Teixeira. A instituição foi responsável pela construção e cessão do imóvel da UPA Central e formalizou parceria com a Prefeitura para erguer até outras 10 novas unidades de saúde.

     Desde agosto do ano passado, alunos e professores da Unilus também atendem alunos da rede municipal de ensino, iniciativa que já beneficiou as escolas Waldemar Martins e Antonio Passos Sobrinho.

Colunas

Contraponto