Feriados com viagem, mas sem aglomeração

É possível viajar nos feriados, se divertir e descansar em locais isolados, com pouca movimentação

Comentar
Compartilhar
11 OUT 2020Por Gazeta de S. Paulo08h08
Praia do Sino, em IlhabelaFoto: DIVULGAÇÃO

Por Vanessa Zampronho

Final de ano chegando, e feriados que tradicionalmente reúnem muitos turistas, como os do dia 12 de outubro e 2 de novembro, já despontam, e as melhores opções de viagem para evitar aglomerações são as cidades mais isoladas, com turismo de aventura ou de fazenda. A Gazeta de São Paulo separou algumas delas.

Para o feriado desta segunda-feira (12), por exemplo, um local próximo é a Serra da Mantiqueira. Vale a pena conhecer São Bento do Sapucaí. Por estar a uma altitude maior que São Paulo, o clima é mais ameno, e isso faz toda a diferença. A Pedra do Baú fica lá, com seus 400 m de altura, e dá para escalar e ter uma vista daquelas da serra. Além, claro, de conhecer o clima de interior da cidade.

Para quem gosta de praia, Ilhabela, no litoral norte, é outra boa opção. Por ainda não ser verão, a movimentação na ilha e nas balsas, que fazem a ligação com o continente, ainda não está tão grande. Assim, dá para conhecer praias belíssimas como a do Bonete, de Castelhanos, a da Armação e da Pedra do Sino, além das cachoeiras, como as do Paquetá, dos Três Tombos, da Toca e a Água Branca.

Já para o dia 2 de novembro, dá tempo de planejar viagens mais longas. Como a charmosa Fernandes Pinheiro, no Paraná. A cidade não chega a ter 6 mil habitantes, mas tem um visual inesquecível e aquela atmosfera de fazenda. É possível conhecer as propriedades rurais e conhecer um pouco mais da vida no campo. É lá também que fica a Floresta Nacional de Irati, aberta ao público, e que também desenvolve atividades de pesquisa.

 
  • Ilhabela tem praias belíssimas como a do Bonete, de Castelhanos, a da Armação e da Pedra do Sino (foto), além das cachoeiras, como as do Paquetá, dos Três Tombos, da Toca e a Água Branca
  • Ponta do Corumbau. No litoral sul da Bahia, o acesso não é dos mais fáceis, mas o trajeto vale a pena, porque o local é bastante isolado, com longas faixas de areia e água de temperatura morna.
  • Fernandes Pinheiro. A cidade pequena no interior do Paraná nem chega a ter seis mil habitantes, mas tem aquele clima rural difícil de encontrar na metrópole. Além das propriedades rurais, tem a Floresta Nacional de Irati (foto), que tem visitação gratuita
  • São Bento do Sapucaí. Na Serra da Mantiqueira, a cidade tem o clima ameno de serra e a Pedra do Baú, que tem 400 m de altura e proporciona uma vista incrível do Vale do Paraíba.

A Ponta do Corumbau, no litoral sul da Bahia, reserva praias quase intocadas. Essa faixa de litoral fica entre o distrito de Prado e Porto Seguro e, por ter um acesso mais difícil, o local ainda é bem isolado. Isso significa longas faixas de areia com poucas pessoas, água azul turquesa, com uma temperatura convidativa, mar calmo e silêncio. Bom para relaxar e curtir esse momento único com a natureza.

Mas é sempre bom lembrar: viajar para locais mais isolados e menores requerem reservas com antecedência - ainda mais em tempos de Covid-19, que fez a rede hoteleira reduzir a capacidade de atendimento. O uso de máscaras, álcool em gel e o distanciamento social continuam valendo para manter a segurança dos turistas, moradores e funcionários destes locais - para tornar a viagem ainda mais especial.