X
Saúde

Guarujá luta por um AME e R$ 5 milhões para mais duas Usafas

Reivindicações foram feitas pela vice-prefeita da Cidade, Adriana Machado, e pelo secretário municipal de Saúde, Sandro Abreu, em audiência na Secretaria Estadual da Saúde, nesta quarta-feira (25)

A vice-prefeita da Cidade, Adriana Machado e o secretário municipal de Saúde, Sandro Abreu, foram recebidos por Thiago Guimarães, assessor especial direto do Secretário de Estado da Saúde / Divulgação/PMG

Em audiência no Governo do Estado de São Paulo na tarde desta quarta-feira (25), a Prefeitura de Guarujá pleiteou um aporte de R$ 5 milhões para a construção de duas Unidades de Saúde da Família (Usafa), uma no bairro Cachoeira e outra na Vila Baiana. Na ocasião, também foi solicitada a instalação de um Ambulatório Médico de Especialidades (AME) na Cidade, um anseio do Município desde 2017.

A vice-prefeita da Cidade, Adriana Machado e o secretário municipal de Saúde, Sandro Abreu, foram recebidos por Thiago Guimarães, assessor especial direto do Secretário de Estado da Saúde, Jeancarlo Gorinchteyn. Representantes do Poder Legislativo também participaram da reunião. "O Estado está à disposição de Guarujá para auxiliar no que for necessário. Tenho certeza de que juntos vamos avançar na saúde da Pérola do Atlântico", destacou Guimarães.

De acordo com a vice-prefeita, a audiência foi bastante produtiva. "Trouxemos alguns pedidos importantes, que a partir de agora serão analisados pelo Estado, para que em breve possamos ampliar o acesso da população e, assim, melhorar a qualidade na rede municipal da nossa Cidade", ressaltou ela, representando o prefeito da Cidade, Válter Suman.

Novas Usafas 

Com mais duas Usafas, a Prefeitura de Guarujá irá ampliar a estratégia de saúde da família na rede municipal. No caso da região da Cachoeira, hoje os moradores buscam atendimento nas Usafas da Vila Edna e Vila Zilda. Ambas possuem uma demanda atual de aproximadamente 30 mil pessoas, que compreende os bairros Santa Clara, Morro do Engenho, Vila Edna, Vila Selma, Vila Zilda e Cachoeira.

"Essas duas unidades não possuem espaço físico suficiente para tal demanda. Já temos o projeto de construção pronto e contamos com o auxílio e recursos do Estado", frisou Adriana. Já a região da Vila Baiana possui uma Unidade Básica de Saúde (UBS), que hoje funciona em imóvel alugado.

Conforme Sandro Abreu, o objetivo é, além de proporcionar melhores condições de atendimento à população, também garantir conforto e segurança aos profissionais de saúde, que atuarão em local melhor estruturado. "Dessa forma conseguiremos ampliar a atenção básica, expandindo a estratégia de saúde da família no Município".

Cidade reivindica AME desde 2017

Na oportunidade, a Prefeitura de Guarujá reiterou ao Estado a necessidade de um Ambulatório Médico de Especialidades (AME) na Cidade. Este é um pleito realizado pelo Município junto ao Governo do Estado desde 2017. Além do mais, há decreto estadual de 2018 autorizando a viabilização do Ambulatório na Cidade.

O desejo da Prefeitura é instalar o equipamento na região de Vicente de Carvalho. O AME realizará consultas, exames de apoio e diagnóstico e cirurgias ambulatoriais, visando agilizar os resultados e a melhoria dos serviços prestados aos pacientes da rede municipal de Saúde. Com o equipamento na Cidade, os munícipes não precisarão mais se deslocar para cidades vizinhas.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Corinthians mantém tabu contra o São Paulo e segue na liderança

O resultado deixa o time alvinegro na liderança da competição, com 14 pontos, dois a mais que o tricolor

Mundo

Carro de 1955 se torna o mais caro da história

Mercedes-Benz 300 SLR Uhlenhaut Coupé, de 1955, foi leiloado por 135 milhões de euros, o equivalente R$ 700 milhões

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software