Banner gripe

GAPA faz campanha de prevenção a AIDS

O objetivo é alertar que a Aids ainda não tem cura e que o uso do coquetel causa efeitos graves para os usuários.

Comentar
Compartilhar
01 DEZ 201211h20

Neste sábado (01), dia Mundial de luta contra a AIDS, o GAPA/BS lança a campanha de Prevenção de 2012/2013, que foi idealizada por J.W. Thompson: A vida passa mais rápido para quem não usa camisinha. O Objetivo é alertar que a Aids ainda não tem cura, e que o uso do coquetel causa efeitos graves para os usuários e, por isso, não pode se banalizado.

Segundo a presidente da entidade, Nanci Alonso, o foco são os jovens pois é a faixa etária mais afetada na região. "Parece que as pessoas estão se acostumando com a doença, como se o fato de tomar o coquetel garantindo uma sobrevida, deixasse de ser algo com que todos devem se preocupar. E os jovens que não pegaram a fase de alarde da AIDS não tem a mesma preocupação com o uso da camisinha como a geração passada", afirma Nanci.

Segundos dados do levantamento realizado pela ONU, na pesquisa dos Objetivos do Milênio, divulgados no portal http://www.portalodm.com.br/relatorios, o número de casos da doença em Santos, de 1986 a 2011, foi de 6.309.

No Estado de São Paulo, foi uma média de 15,9 casos com mortalidade de 7,3% a cada 100 mil habitantes. A proporção de mulheres infectadas é de 32,8%, sendo que 9,1% são de jovens entre 15 e 24 anos.

Escolas e Associações podem solicitar palestras e os vídeos da Campanha para usarem em trabalhos com a comunidade. Mais informações na sede da entidade pelo telefone (13) 3222-3109.

Colunas

Contraponto