Delúbio Soares começa a trabalhar em Brasília

Condenado a seis anos e oito meses de prisão, além de uma multa de R$ 466,8 mil, ele poderá trabalhar durante o dia, de segunda a sexta-feira

Comentar
Compartilhar
20 JAN 201411h24

Delúbio Soares saiu da prisão pela primeira vez desde que se entregou à Polícia Federal há pouco mais de dois meses. Por volta de oito horas da manhã desta segunda-feira, 20, o ex-tesoureiro do PT chegou ao escritório da Central Única dos Trabalhadores, em Brasília, onde vai atuar como assessor da direção nacional da entidade.

Condenado a seis anos e oito meses de prisão, além de uma multa de R$ 466,8 mil, Delúbio poderá trabalhar durante o dia, de segunda a sexta-feira. No fim do expediente, ele precisará voltar para o Centro de Progressão Penitenciária. A permissão de trabalho foi concedida na última quinta-feira, 16, pelo juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal Bruno André Silva.

Às 10h30, dois agentes da Secretaria do Sistema Penitenciário do DF saíram do edifício onde fica o escritório da CUT, mas não falaram com a imprensa.

Delúbio Soares já começou a trabalhar em Brasília (Foto: Agência Brasil)