CCJ da Câmara quer ouvir Cardozo sobre reuniões com advogados de empreiteiras

Na audiência, o ministro da Justiça deverá falar sobre as reuniões que manteve com advogados dessas empreiteiras. Os encontros não constavam da agenda oficial de Cardozo

Comentar
Compartilhar
25 MAR 201514h23

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou hoje (25) convite para que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, esclareça os acordos de leniência com empresas envolvidas na Operação Lava Jato.

Na audiência, marcada para as comissões de Fiscalização Financeira e Controle e de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, Cardozo deverá falar sobre as reuniões que manteve com advogados dessas empreiteiras. Os encontros não constavam da agenda oficial do ministro.

Na ocasião, o ministro confirmou a reunião e disse que ela ocorreu por se tratar de dever "do ministro da Justiça e de quaisquer servidores públicos receber advogados no regular exercício da profissão, conforme determina o Estatuto da Advocacia”.

Cardozo será chamado para esclarecer os acordos de leniência com empresas envolvidas na Operação Lava Jato (Foto: Agência Brasil)

O ministro também deve falar sobre a reunião com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na véspera da divulgação da lista com os nomes de políticos envolvidos no escândalo da Petrobras e encaminhada ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal.