X
Polícia

Policial que foi baleado na cabeça morre após cirurgia em São Vicente

Apesar de concluir o procedimento cirúrgico neurológico, o PM não resistiu aos ferimentos

Policial militar Juliano Ritter, de 31 anos, foi baleado com um tiro na cabeça e morreu após passar por uma cirurgia neurológica / Reprodução/ Redes Sociais

O policial militar Juliano Ritter, de 31 anos, foi baleado com um tiro na cabeça e morreu após passar por uma cirurgia neurológica de emergência na tarde deste domingo (28), em São Vicente. Ele foi baleado enquanto estava em serviço próximo à Ponte dos Barreiros. O caso segue em investigação para identificação do autor do crime.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde de São Vicente. Após o crime, ele foi encaminhado para o Hospital Municipal, submetido a uma cirurgia neurológica e estava em ventilação mecânica. Devido à gravidade de seu estado, por volta de 18h20, ele foi à óbito. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O crime ocorreu no início da tarde de domingo, quando o PM trabalhava em frente ao prédio da Escola Técnica de Economia Criativa (Etecri) de São Vicente, na Avenida Nações Unidas. O criminoso se aproximou e disparou contra a equipe policial, acertando a vítima na cabeça. O suspeito fugiu em direção ao México 70.

Equipes da Polícia Militar prosseguem com as investigações para identificar o suspeito. O caso foi registrado na Delegacia Sede de São Vicente.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Justiça concede liminar e salva crianças do Anchieta

Cem crianças (segundo os moradores) poderiam ficar sem teto de uma só vez

Cotidiano

Roubo de celulares cai 20% com Operação Sufoco, diz governo de SP

Apreensão desses aparelhos cresceu 70% e os roubos de veículos caíram 30%

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software