PM simula sequestro em treinamento para 2016

Como a negociação não teve êxito para a rendição dos sequestradores, um grupo simulou a tomada da estação e a libertação dos reféns

Comentar
Compartilhar
11 FEV 201516h08

O Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio simulou hoje (10) uma operação de resgate de passageiros feitos reféns em um sequestro de ônibus. A simulação começou por volta das 10h30, quando um policial fez reféns na Estação Golfe Olímpico, do BRT na Barra da Tijuca. O BRT é um dos sistemas de transporte construídos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

A resposta da Polícia Militar começou com a chegada de homens em um helicóptero. Em seguida, foi iniciada a negociação entre o sequestrador e um policial que monitorava a situação a partir de câmeras na Central de Comando Operacional do BRT. Como a negociação não teve êxito para a rendição dos sequestradores, um grupo simulou a tomada da estação e a libertação dos reféns.

A simulação começou por volta das 10h30, quando um policial fez reféns na Estação Golfe Olímpico, do BRT na Barra da Tijuca (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

“A gente tentou ser o mais real possível. Agora a gente vai fazer uma avaliação para analisar tudo o que aconteceu em detalhes, para que, quando aconteça uma situação real, a gente possa estar treinado para os mais diversos tipos de cenários”, disse o subcomandante do batalhão, major Maurílio Nunes. Mais de 60 policiais participaram do treinamento, que faz parte dos preparativos para os Jogos de 2016.