Acusado de tráfico é morto em confronto a tiros com a Rota em Praia Grande

Outros dois criminosos envolvidos na troca de tiros conseguiram escapar; mais de 4,7 kg de drogas foram apreendidos

Comentar
Compartilhar
04 NOV 2019Por Gilmar Alves Jr.21h24
O caso foi registrado na Delegacia Sede de Praia GrandeFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo/Diário do Litoral

Um acusado de tráfico de drogas foi morto, na noite de domingo (3), ao participar de um confronto a tiros com policiais da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) no Jardim Anhanguera, em Praia Grande. Outros dois criminosos também participaram da troca de tiros e conseguiram fugir. Mais de 4,7 quilos de maconha, além de 31 papelotes de cocaína, foram apreendidos.

O acusado baleado não portava documentos e foi socorrido ao Pronto-Socorro do Quietude, onde não resistiu aos ferimentos. Segundo a PM, ele usou no confronto uma pistola de calibre .40 com numeração suprimida, que foi apreendida.

De acordo com o registro do caso, os PMs da Rota faziam patrulhamento tático na bairro quando receberam denúncias sobre a atuação de traficantes.

Foi realizada uma incursão a pé por um matagal e no final da Rua Vinicius de Moraes um contêiner foi avistado.

Ao se aproximarem da caixa metálica, os policiais se depararam com dois homens agachados e um em pé e, na sequência, foram recebidos a tiros, havendo revide.

Durante a perseguição, um dos criminosos voltou a atirar contra os policiais, segundo eles, e foi atingido no revide. Além da arma, os PMs encontraram com o baleado um rádio comunicador e um celular.

Em uma vistoria no interior do contêiner e próximo à caixa metálica os policiais da Rota apreenderam os entorpecentes, bem como apetrechos relacionados ao embalo de entorpecentes e anotações da suposta contabilidade.

O caso foi registrado na Delegacia Sede de Praia Grande. Duas armas utilizadas pelos PMs também ficaram apreendidas para perícia.