EUA estudam requerer dados de redes sociais para liberar visto

O Departamento de Estado americano publicou a proposta nesta sexta-feira (30), mas as normas precisam ser aprovadas pelo Escritório de Administração e Orçamento do governo para que entrem em vigor.

Comentar
Compartilhar
31 MAR 2018Por Folhapress04h15
Os dados seriam usados para que o governo checasse informações.Foto: Ilustração/Fotos Públicas

O governo dos Estados Unidos estuda a possibilidade de requerer dados de redes sociais das pessoas que solicitarem o visto para entrar no país.

O Departamento de Estado americano publicou a proposta nesta sexta-feira (30), mas as normas precisam ser aprovadas pelo Escritório de Administração e Orçamento do governo para que entrem em vigor.

Antes de serem apreciadas pelo órgão, contudo, as regras passarão por um período de comentários pelo público por 60 dias.

Segundo a proposta, todos os que pedirem visto de imigrante e de não-imigrante teriam que revelar suas identidades em mídias sociais usadas nos últimos cinco anos. A medida afetaria cerca de 14,7 milhões de pessoas por ano.

Os dados seriam usados para que o governo checasse informações.

Atualmente, dados de redes sociais só são solicitados quando houver necessidade de efetuar uma checagem mais profunda sobre o cidadão que está querendo ingressar nos EUA.