Marcelo Fernandes culpa 1º tempo ruim por derrota e cutuca arbitragem

Na derrota por 3 a 1, o primeiro tempo apático que deixou o placar parcial em 2 a 0 foi dito como o grande vilão e responsável pelo primeiro revés do Peixe no ano

Comentar
Compartilhar
27 MAR 201511h23

A Ponte Preta ditou o ritmo do confronto diante do Santos praticamente durante todo o jogo. Em casa, a Macaca marcou com agressividade e também contou com uma noite infeliz da maioria dos jogadores santistas, nesta quinta-feira. “A Ponte jogou muito bem e nós colaboramos”, resumiu o técnico Marcelo Fernandes.

Na derrota por 3 a 1, o primeiro tempo apático que deixou o placar parcial em 2 a 0 foi dito como o grande vilão e responsável pelo primeiro revés do Peixe no ano.

"O primeiro tempo deixou a desejar, não era o que tínhamos combinado. No intervalo, o pessoal se cobrou muito, mas é normal. A derrota aconteceu, perde todo mundo. Quando ganhava, ganhava todo mundo, vamos dar sequência", comentou o treinador alvinegro, lamentando os gols oriundos de cobranças de escanteio e uma falta lateral. "A gente não pode dar mole em nenhum momento, tomamos dois gols de bola parada e a gente sempre foi firme nesse setor", lembrou.

Técnico lamenta atuação da equipe na primeira etapa e discorda da expulsão de Cicinho (Foto: Ivan Storti/SFC)

Além de um desempenho abaixo do que o time vem apresentando neste Campeonato Paulista, a partida no estádio Moisés Lucarelli também teve lances polêmicos. O árbitro do jogo expulsou Valencia e Cicinho no segundo tempo, deu apenas um cartão amarelo para Rildo no lance em que o goleiro Vanderlei precisou ser substituído com suspeita de fratura na face e ainda validou o primeiro gol da Ponte Preta no jogo em jogada que o tira-teima mostrou posição irregular de Biro Biro. Estes fatos geraram um incômodo por parte do técnico Marcelo Fernandes.

"Não vou entrar em polêmica de arbitragem, acho que a expulsão do Cicinho foi um pouco pesada, o primeiro gol, pelo que escutei de vocês (jornalistas) tinham jogadores impedidos, o próprio lance do Vanderlei... Se você fez essa pergunta é porque alguma coisa aconteceu, mas eu deixo para vocês analisarem", se esquivou.
Mesmo diante de uma quinta-feira desastrosa, Marcelo Fernandes evitou lamentações e lembrou que o foi apenas a primeira derrota da equipe depois de 14 jogos. "Temos uma gordura ainda, ainda temos partida domingo, é levantar a cabeça porque vamos voltar a vencer. Vai servir de lição, o pessoal está unido", finalizou.