Irmãos Mello conquistam bronze no Pan e vaga no Mundial

Pablo ficou com a medalha na luta de combate, diante de adversários de 16 a 17 anos, faixas preta acima. Ramon no kata, contra lutadores de 11 a 12 anos, faixas verde a preta

Comentar
Compartilhar
07 NOV 201320h10

Vicente de Carvalho está em festa. Os irmãos Mello mais uma vez levaram o nome da cidade do Guarujá ao pódio. Pablo e Ramon conquistaram uma medalha de bronze cada no Campeonato Pan-Americano de Artes Marciais, em Brasília, realizado de 1 a 3 de novembro.

Pablo ficou com a medalha na luta de combate, diante de adversários de 16 a 17 anos (67 Kg a 73 Kg), faixas preta acima. Enquanto Ramon também levou um bronze, mas no kata (luta de demonstração), contra lutadores de 11 a 12 anos (49 Kg a 50 Kg), faixas verde a preta.

Com os excelentes resultados, os irmãos Mello ainda puderam comemorar a classificação para o Mundial de Artes Marciais de 2014, em Buenos Aires, Argentina.

“Foi o campeonato mais acirrado que eu já lutei na vida, muita variedade de artes marciais, mais de 50. Tinham lutadores de artes que eu nem conhecia”, destacou Pablo.

Já Ramon explicou que para driblar essas dificuldades, adotou uma estratégia peculiar. “Tem que dar um jeito (quando não se conhece a arte de seu adversário). Criei uma estratégia e lutei na esquiva, sempre no contra-ataque. Deu certo”.

Os jovens atletas sabem que no Mundial o nível será ainda mais forte, mas não se deixam intimidar e falam com personalidade. “Se eu tiver receio eu nem viajo. Essa é a mentalidade, não importa a competição. Se eu estou lá, eu tenho condições que ganhar”, ressaltou o irmão mais velho.

Pablo e Ramon Mello exibem as medalhas do Pan-Americano (Foto: Luiz Torres/DL)

Mesmo com a felicidade estampada nos rostos, Pablo e Ramon Mello não têm tempo para comemorar, pois se preparam para representar o Guarujá no Campeonato Brasileiro de Artes Marciais, neste domingo, em Aluminio, São Paulo. E o Campeonato Brasileiro de Karatê, pela FBKK, dia 24, em Taboão da Serra, também interior do estado. Pablo buscará o bicampeonato, enquanto Ramon tenta um inédito tri.

“A gente já está treinando forte e se preparando para essas duas competições, de nível elevadíssimo, e mais uma vez temos que ressaltar a importância do apoio da Prefeitura de Guarujá nessa caminhada. Sem eles, nós não teríamos condições de chegar tão longe”, lembrou Wilma Alfred, mãe e técnica dos atletas de ouro do Guarujá.