Guilherme justifica permanência na Briosa: 'tem camisa, é time grande'

Um dos pilares da defesa da Portuguesa Santista, o zagueiro acredita poder repetir o desempenho do ano passado em 2015 e conquistar o acesso

Comentar
Compartilhar
11 MAR 201516h41

Em 2014 o zagueiro Guilherme foi um dos destaques da defesa da Portuguesa Santista, que terminou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão como uma das menos vazadas, com 16 gols sofridos em 28 jogos. No entanto, o jogador não pôde participar de todas as partidas, já que uma lesão muscular sofrida no empate em zero a zero diante do Primavera, em jogo válido pela segunda fase da competição, o tirou do restante da temporada.

“Este ano estou me precavendo, fazendo trabalhos específicos para evitar lesões”, comenta o jogador, que credita o fato de ter permanecido na Briosa à representatividade que o clube tem: “a Portuguesa tem camisa, é time grande e isso me fez ficar”, afirma.

Este ano, Guilherme espera que a defesa possa repetir o bom desempenho do ano passado e acredita que a experiência conquistada em 2014, aliada ao trabalho do técnico Serginho, pode fazer diferença.

“O Pablo [goleiro] acabando a A2 volta com a gente, espero que a gente possa fazer o belo trabalho que fizemos ano passado. A expectativa é de acesso. A gente bateu na trave e já sabe mais ou menos como funciona. O Serginho é bastante inteligente, com uma mentalidade atualizada do futebol e eu creio que este ano vai ser bom não só para mim, mas para toda a equipe”, conclui.

Guilherme foi um dos destaques da defesa da Portuguesa Santista em 2014 (Foto: Divulgação/Portuguesa Santista)