Estudante relata pânico de amigo que escapou do incêndio

O jovem teria enrolado uma camiseta no rosto para evitar intoxicação pela fumaça e corrido para a saída

Comentar
Compartilhar
08 FEV 2019Por Folhapress21h01
Incêndio deixaou 10 mortos entre jogadores das categorias de base e funcionários do clubeFoto: Agência Brasil

Um incêndio atingiu o Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, por volta das 5h desta sexta-feira (8), deixando ao menos 10 mortos entre jogadores das categorias de base e funcionários do clube.
O estudante Augusto de Almeida, 16, é amigo de dois jogadores da base do Flamengo.

Ele conta que um atleta de nome Samuel (ele não disse o sobrenome), natural de Minas Gerais, relatou que acordou no meio da noite com o barulho do incêndio, com a estrutura estalando a medida que queimava.
"Ele falou que quando acordou as chamas já estavam muito altas", disse.

O jovem teria enrolado uma camiseta no rosto para evitar intoxicação pela fumaça e corrido para a saída. O amigo teria relatado que enquanto escapava do quarto, ouviu uma explosão como a de um bujão de gás estourando.

"Ele está muito abalado porque viu que vários amigos não conseguiram fugir. É um amigo nosso, um garoto batalhador. Não sabemos o que vai acontecer agora", disse.

Segundo a reportagem apurou, muitos corpos ficaram irreconhecíveis e por isso a demora na divulgação das vítimas. O clube está fazendo um esquema para levar parentes dos atletas ao Rio.

Colunas

Contraponto