X
Esportes

Em apresentação, Felipe Melo se diz injustiçado na Seleção

O volante ficou marcado por receber o cartão vermelho após pisar em Arjen Robben durante a derrota nas quartas de final da Copa do Mundo diante da Holand

Volante Felipe Melo já não se empolga com a possibilidade de voltar à Seleção Brasileira / Fernando Dantas/Gazeta Press

Escalado como titular da Seleção Brasileira por Dunga durante a Copa do Mundo da África do Sul 2010, Felipe Melo não retornou ao time nacional desde então. Em sua apresentação como reforço do Palmeiras, realizada na tarde de terça-feira, o volante se disse injustiçado.

“Hoje, minha Seleção Brasileira é o Palmeiras. Passei muito tempo obcecado em voltar e acho que fui injustiçado. Estava bem no meu clube, fui eleito três vezes seguidas o melhor volante da Europa e não tive chance. Não sei se faltou um treinador com colhão para me levar”, disse Melo.

O volante ficou marcado por receber o cartão vermelho após pisar em Arjen Robben durante a derrota nas quartas de final da Copa do Mundo diante da Holanda. Desde então, passaram pelo comando da Seleção Brasileira os técnicos Mano Menezes, Luiz Felipe Scolari, Dunga e Tite.

“Não precisa muito, é só ver meus números pela Seleção Brasileira. Ganhamos a Copa das Confederações (em 2009). Batemos na Argentina fora de casa, batemos no Uruguai fora de casa”, argumentou Felipe Melo que, aos 33 anos, já não se empolga com a possibilidade de vestir a amarelinha novamente.

“O Brasil está muito representando com seu técnico e auxiliar, mas minha Seleção hoje é o Palmeiras. Se estiver bem aqui, a chance pode chegar. Deixo na mão de Deus. As portas que Deus abre, ninguém fecha. Penso em fazer meu melhor no Palmeiras. Se no futuro a chance chegar, glória a Deus”, afirmou.

A expulsão diante da Holanda na Copa do Mundo aumentou a fama de violento de Felipe Melo. Durante sua apresentação como reforço do Palmeiras, ele avisou que pretende “dar tapa na cara de uruguaio” caso seja necessário na Copa Libertadores, mas contestou a pecha de indisciplinado.

“Essa situação foi muito criada por vocês, da imprensa. Minha média de cartões amarelos é menor que a do Gabriel Jesus e fui menos expulso que o Fernandinho. Muitos programas de televisão ficam mostrando uma expulsão de 2010, de 2009, mas não mostram minhas boas jogadas. Felipe Melo não é só porrada, também sou técnico”, reclamou.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande

Mulher morre após se afogar no mar em Praia Grande

Ela estava junto do companheiro, que também se afogou. Ambos foram resgatados, mas a jovem não resistiu

Saúde

Mitos e verdades sobre os benefícios do sexo para a saúde da pele e dos cabelos

Especialistas explicam os reais efeitos da prática sexual na aparência e por que isso acontece

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software