Corinthians e São Paulo negociam troca entre Pato e Jadson

Criticado desde o pênalti que desperdiçou e eliminou o time das quartas de final da Copa do Brasil de 2013, Pato está definitivamente disposto a deixar o Corinthians

Comentar
Compartilhar
05 FEV 201423h57

Um acordo pouco comum entre dois dos maiores rivais do futebol paulista está próximo de ocorrer. Corinthians e São Paulo negociam uma troca envolvendo o atacante Alexandre Pato e o meia Jadson, ambos pouco aproveitados em suas respectivas equipes.

Criticado desde o pênalti que desperdiçou e eliminou o time das quartas de final da Copa do Brasil de 2013, diante do Grêmio, Pato (24 anos) está definitivamente disposto a deixar o Corinthians, com quem tem contrato até 31 de dezembro de 2016, por conta da recente invasão de torcedores organizados ao CT Joaquim Grava.

Jadson, aos 30 anos, não vive situação menos confortável no São Paulo. Em baixa desde o final da temporada passada, o meia - cujo vínculo se encerra em dezembro - se reapresentou com forma física aquém da ideal e teve a oportunidade de atuar pela primeira vez neste ano no domingo passado, quando entrou em campo no segundo tempo do clássico contra o Palmeiras.

As conversas se intensificaram na tarde desta quarta-feira, mesmo dia em que o São Paulo apresentou o atacante Dorlan Pabon. Responsável por entregar a camisa ao colombiano emprestado pelo Valencia (Espanha), o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, preferiu se silenciar sobre Pato.

Corinthians e São Paulo negociam uma troca envolvendo o atacante Alexandre Pato e o meia Jadson (Fotos: Marcelo Machado de Melo/FotoArena/Estadão Conteúdo/Divulgação)

A possibilidade de transferência de Jadson para o rival não é inédita. No final do ano passado, a própria irmã do jogador chegou a dizer em uma rede social que ele estaria de saída para o Corinthians, o que foi prontamente negado, apesar de ter havido, de fato, interesse de seus representantes em negociá-lo.

Emprestar Pato em troca de Jadson agora pode ser um bom negócio para o Corinthians. O atacante segue sendo cobrado pela torcida e pouco aproveitado, mesmo com a substituição de Tite por Mano Menezes no comando técnico, ao passo que o elenco carece de bons nomes no meio-campo.