Copacabana será palco do Mundialito de Futevôlei 4x4

Os jogos, com entrada gratuita, terão entre os capitães Renato Gaúcho, Caniggia e Gamarra

Comentar
Compartilhar
20 FEV 201318h58

Pelo terceiro ano consecutivo o Rio de Janeiro recebe as feras para a disputa do Mundialito de Futevôlei 4x4. Entre os dias 9 e 10 de março a arena, erguida na Praia de Copacabana, receberá alguns dos melhores jogadores do mundo na modalidade. Oito equipes estarão na disputa pelo título. Liderado por Renato Gaúcho, o Brasil lutará pelo bicampeonato. Já estão confirmadas também as participações das seleções de Paraguai, Uruguai, Espanha, Portugal, Argentina e Itália. A entrada para os jogos é gratuita.

"A evolução no 4x4 é visível. Hoje, está muito mais rápido, os jogadores têm mais habilidade. A expectativa é grande. No primeiro ano não fomos muito bem, melhoramos ano passado e nosso time esse ano vem ainda mais forte. Somos um dos favoritos, se não o favorito. O entrosamento é maior, jogamos juntos quase todo fim de semana", afirmou Renato Gaúcho, capitão da equipe campeã em 2012.

A disputa promete ser acirrada com a chegada de novos capitães para algumas equipes. O Brasil B terá Djalminha, ídolo em times como Flamengo e Palmeiras, que trocou os gramados pela areia e seguiu colecionando títulos. O Paraguai, campeão em 2011, quer novamente a taça e para isso contará com a experiência de Gamarra, velho conhecido da torcida brasileira com passagens pelo Corinthians e o Flamengo. Já a Itália terá o ex-zagueiro Fabio Grosso como líder. Fundamental na conquista da Copa do Mundo em 2006 - marcou o último gol na disputa de pênaltis contra a França -, ele se despediu dos gramados no fim de 2012.

"O Brasil do Renato tem o favoritismo por ser o atual campeão, mas precisamos tomar cuidado com os paraguaios. Jogar no Rio vai ser muito bom, espero poder conquistar o título em casa. Quero que a torcida lote a arena. Fui ao evento nos outros anos, o evento foi maravilhoso e espero que esse ano os dois times brasileiros cheguem à final," comentou o estreante Djalminha.

O Brasil de Renato Gaúcho luta pelo bicampeonato (Foto: Divulgação)

Pelo segundo ano consecutivo, Claudio Caniggia será o capitão da Argentina. Querendo fazer bonito este ano, o carrasco do Brasil na Copa do Mundo de 90, treina com afinco. Donato, brasileiro naturalizado espanhol, comandará a Fúria.

Diferentemente do futevôlei tradicional, a modalidade 4x4 tem quatro jogadores em cada equipe e a rede é mais baixa, o que imprime maior dinamismo à partida. O formato foi desenvolvido pensando em entretenimento, com foco no público e nas transmissões da televisão, o Mundialito de Futevôlei 4x4 representa uma quebra de paradigmas e tem com objetivo ajudar na profissionalização do esporte.