Reeducandos do regime semiaberto realizam melhorias em escolas de Cubatão

A ação faz parte de um programa Governo do Estado de São Paulo que acontece no município entre 10 e 30 de janeiro.

Comentar
Compartilhar
11 JAN 2020Por Da Reportagem11h10
Foto: Thiego Barbosa

Até o fim do mês, a UME Bernardo José Maria de Lorena e a Escola Estadual Lincoln Feliciano, ambas na Vila Nova, estarão com nova pintura por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Cubatão e Governo do Estado por meio das Secretarias da Administração Penitenciária (SAP) e de Desenvolvimento Econômico (SDE). O projeto conta com o trabalho de 25 reeducandos que cumprem regime semiaberto na Penitenciária II de São Vicente.

O projeto acontece desta sexta-feira (10) até o próximo dia 30. Estes reeducandos  participaram de aulas de pintura do programa Via Rápida Expresso, da SDE, e agora disponibilizam seu trabalho em prol da comunidade. O objetivo do projeto é oferecer capacitação aos internos na área da construção civil (pintores). Os cursos possuem dois módulos, divididos em 25 horas de aula teórica e 75 horas de prática.

Além de recuperar prédios públicos e contribuir com melhoras nas condições de ensino, o programa ainda permite que os apenados saiam com uma qualificação profissional, cumprindo com a missão da SAP de promover reintegração social de reeducandos e egressos. O Via Rápida em 2019 realizou a pintura 459 prédios públicos. Além de escolas, a prioridade do programa, também foram pintados hospitais, delegacias, asilos, centros comunitários e outros. Neste mesmo período, foram capacitados 12.200 reeducandos do sistema prisional de São Paulo.