Universidades pedem regras a bares vizinhos

Segundo o secretário municipal, Sérgio Del Bel, uma legislação específica é essencial

Comentar
Compartilhar
19 MAI 201510h41

As mantenedoras de universidades associadas da Associação Comercial de Santos (ACS) reivindicam um regramento municipal para bares no entorno dessas instituições. O assunto foi discutido na tarde de ontem, na Câmara Municipal, em reunião com a participação de integrantes da Câmara Setorial de Instituições de Ensino da ACS e vereadores santistas. A reunião foi realizada na Câmara Municipal, na Praça Tenente Mauro Baptista, 1, na Vila Nova, em Santos.

O encontro da Câmara Setorial de Instituições de Ensino da ACS contou com a presença do secretário municipal de Segurança, Sérgio Del Bel, e do comandante do 6.º Batalhão de Polícia Militar do Interior (6.º BPMI), tenente-coronel PM Alexandre Almeida Costa.

As universidades se preocuparam intensivamente com a questão da segurança no entorno dessas instituições em vista do assassinato do estudante Matheus Demétrio Soares, de 19 anos, ocorrido na noite de 3 de fevereiro de 2015, nas imediações da Unisanta.

Del Bel também concordou que uma legislação adequada é essencial. “O regramento social é o melhor caminho”, declarou. O comandante do 6.º BPMI também é favorável “a uma legislação restritiva, adequada à situação de Santos”.

Uma proposta aventada foi que os bares próximos de universidades possam funcionar no máximo até às 21 horas, mas este ponto precisa ser discutido, para ver se tem embasamento legal.