Suspeitos de estupro em escola podem ser internados

A Justiça também autorizou uma ordem de busca e apreensão contra dois adolescentes, já que somente um deles foi ouvido pelo promotor responsável pelo caso

Comentar
Compartilhar
23 MAI 201511h46

A Vara da Infância e da Juventude acatou o pedido do Ministério Público Estadual (MPE) para internar os três adolescentes suspeitos de ter estuprado uma estudante de 12 anos, no último dia 12, na Escola Estadual Leonor Quadros, no Jardim Miriam, zona sul de São Paulo.

A Justiça também autorizou uma ordem de busca e apreensão contra dois adolescentes, já que somente um deles foi ouvido pelo promotor responsável pelo caso. A decisão é de anteontem, e o processo foi parar na mão da Justiça dez dias depois de a garota ter sido atacada dentro do banheiro masculino da escola.

Até o fim da tarde de ontem, nenhum dos jovens tinha sido internado na Fundação Casa. Somente um dos suspeitos tem advogado constituído. A família alega que o estudante de 14 anos estava na diretoria do colégio no momento em que a adolescente foi estuprada. No entanto, o rapaz que confessou o crime disse que ele participou do estupro.