Nosso planeta: Como você está contribuindo com ele?

Nossos oceanos estão morrendo, nosso ar está mudando, e nossas florestas e matas estão virando desertos.

Comentar
Compartilhar
05 JAN 201311h09

De qualquer maneira, se você fez algo em prol do nosso planeta, nesse ano de 2013 os esforços precisam se multiplicar. E se ainda não tomou nenhuma atitude, está na hora de começar a pensar melhor.

Nossos oceanos estão morrendo, nosso ar está mudando, e nossas florestas e matas estão virando desertos. Dos peixes e plantas à vida selvagem e seres humanos, estamos rapidamente matando o planeta que nos abriga.

Para o engenheiro de saneamento e líder de uma ONG de conscientização do meio ambiente, Lucas Izoton, “se não fizermos nada mais efetivo e continuarmos omissos, teremos ainda neste século XXI cerca de três bilhões de seres humanos sofrendo com a falta d’água, quase 600 milhões passarão fome, 20 a 30% das espécies podem entrar em extinção e o nível do mar poderá se elevar significativamente”.

“É preciso entender que o desperdício, o mau uso dos materiais, a exploração descontrolada de nossos recursos naturais pode ser um caminho sem volta para nossa sobrevivência e a de nossos filhos, netos, bisnetos etc.”, alerta Izoton.

Para a ambientalista Érica Sena, “o ser humano tem que ser intimado a acordar e mudar suas atitudes insustentáveis aos dias de hoje. O consumismo exagerado, exaurindo os recursos naturais, e o uso de combustíveis fósseis, põe em perigo nosso planeta”.

Vivemos com a sombra do medo do futuro, já que os recursos tendem a se acabar e as catástrofes aumentarem. Nossa vida está ameaçada.

Nossos oceanos estão morrendo (Foto: Divulgação)

Aquecimento global é uma realidade

O aquecimento global é causado pela intensificação do efeito estufa que, por sua vez, é consequência do excesso da concentração de determinados gases na atmosfera. Mas muitas pessoas ainda não acreditam nesse fenômeno e afirmam que a mídia plantou o que eles chamam de “boato”.

Para Michelle Karina Cotta, engenheira florestal, “o fato é que existe um conflito de informações as quais devem ser tratadas com cautela. De um lado estão aqueles que ainda duvidam da verdadeira causa dos fenômenos ocorridos. De outro, aqueles para os quais o aquecimento global já é uma realidade”.

Fenômenos que antes ocorriam ao longo de eras geológicas agora se sucedem no decorrer de uma geração. As estações do ano já não são seguidas naturalmente à regra natural e o calor tem sido cada vez mais intenso.

“A hipótese de que o aquecimento da Terra é fruto da ação humana foi confirmada, com mais de 90% de probabilidade, com a divulgação recente de uma parte do Quarto Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC)”, finaliza.

Conteúdo Editorial: Patrícia Rosseto e Jeferson Marques