Falta d’água: Prefeitura de Bertioga cobra soluções da Sabesp

Mauro Orlandini esteve reunido nesta sexta-feira (04), com o diretor de Sistemas Regionais da Sabesp, Luiz Paulo de Almeida Neto.

Comentar
Compartilhar
04 JAN 201319h10

O prefeito de Bertioga, Mauro Orlandini, foi recebido na sede da Sabesp, em São Paulo, para discutir sobre os transtornos causados pela falta d’água que assola o Município desde os últimos dias de 2012.

Na reunião, que contou com a presença do diretor de Sistemas Regionais da Sabesp, Luiz Paulo de Almeida Neto, entre outros técnicos, o prefeito pediu explicações sobre os motivos da falta de água, relatando as diversas críticas que munícipes e veranistas estão fazendo sobre o fornecimento. Orlandini também cobrou uma posição definitiva sobre as causas e as soluções programadas pela empresa para amenizar os transtornos.

A falta de água em período de grande presença de visitantes acaba denegrindo a imagem da cidade junto aos turistas e traz enorme prejuízo ao comércio, ao setor hoteleiro entre outros.

Buscando tranquilizar o prefeito, o diretor da Sabesp reconheceu o problema e anunciou uma série de medidas que visam normalizar o abastecimento até o carnaval. Bertioga foi uma das cidades com o maior número de reclamações no Callcenter da empresa, fato que fez a diretoria ter um foco especial para a Cidade nos últimos dias.

Na visão dos técnicos, os problemas foram causados por uma demanda atípica – apenas no Sistema Anchieta-Imigrantes desceram mais de 600 mil veículos, sendo que 150 mil permaneceram no litoral; as constantes quedas de energia; e atrasos em serviços que necessitam de licitação. Além disso, as fortes chuvas, após um longo período de estiagem, também é um fator negativo, devido às características da captação da água na região, que é feita em áreas de serra.

Quantos as soluções, a Sabesp programa a ampliação da rede, com a implantação de uma adutora que terá capacidade para mais 30 litros de água por segundo; implantar geradores buscando solucionar o problema das quedas de energia; e baixar o tempo de reparo em vazamentos para concentrar mais água na rede. A empresa pretende realizar essas ações antes do carnaval.

Orlandini pediu explicações sobre os motivos da falta de água (Foto: Divulgação)

Novos Investimentos

Durante a reunião, o prefeito Orlandini recebeu de primeira mão a notícia de novos investimentos programados pela Sabesp na Cidade. Quanto ao abastecimento, cinco novos reservatórios serão construídos em bairros como Centro, São Lourenço, Vista Linda, Indaiá e Boracéia, com previsão de funcionamento já para a próxima temporada de verão.

Na parte de saneamento, até 2014, mais de R$ 85 milhões serão investidos no Município, sendo que, pelo programa Onda Limpa, outros R$ 210 milhões serão aplicados até 2018.

“Sabemos do compromisso da Sabesp com Bertioga e acompanharemos de perto todas as ações que a empresa vem fazendo para solucionar o problema do abastecimento. Quero que Bertioga seja uma prioridade para a empresa, para que nossos moradores e visitantes não sofram mais com a falta de água. Os técnicos da Prefeitura estão à disposição da Sabesp, auxiliando no que for preciso”, ressaltou Orlandini.