Chuvas elevam nível do Sistema Cantareira pela primeira vez em 2015

O volume subiu para 5,1%, contra 5% ontem, de acordo com medição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp)

Comentar
Compartilhar
03 FEV 201515h00

O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira registrou hoje (3) a primeira alta de 2015. O volume subiu para 5,1%, contra 5% ontem, de acordo com medição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A ligeira elevação é resultado das chuvas sobre o manancial nos últimos dias.

Desde domingo (1º), choveu 23,2 milímetros (mm) no Cantareira, pouco acima da média histórica, que é 21,33 mm. No entanto, a precipitação do mês de janeiro fechou bem abaixo do esperado. No acumulado, foram 148,2 mm de chuva, equivalente a apenas 54,66 % da média histórica para o mês (271,1 mm).

A última elevação no nível do Cantareira foi observada em 26 de dezembro do ano passado. Na época, a alta chegou a 0,2 ponto percentual, passando de 7,2%, em 25 de dezembro, para 7,4% no dia 26.

O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira registrou hoje (3) a primeira alta de 2015 (Foto: Estadão Conteúdo)

Outro manancial com leve melhora foi o Alto Tietê, que subiu de 11% para 11,1%. A chuva acumulada neste início de mês é 14,9 mm. O resultado do mês anterior está abaixo do esperado. Choveu somente 103,8 mm, equivalente a 41,27% da média histórica do mês (251,5 mm).

Entre ontem e hoje, o Sistema Guarapiranga, que também abastece São Paulo, ficou equilibrado em 47,9%. Este manancial registra volume de chuvas acumulado de 6,4 mm nesses três primeiros dias de fevereiro. O acumulado de janeiro fechou em 248 mm. O resultado é positivo, já que a média histórica para o mês é 229,3 mm.

Colunas

Contraponto