Casamento comunitário unirá 65 pares em Cubatão

O evento ocorrerá em 30 de maio, com início previsto para as 16 horas, na sede do Centro Educacional Unificado (CEU) Professora Marta Joseti Ramos Impalea

Comentar
Compartilhar
08 ABR 201516h26

Exatamente 65 casais terão sua união oficializada por meio da sétima edição do Casamento Comunitário, a cargo da Prefeitura de Cubatão, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Trata-se de parceria com o Cartório de Registro Civil de Cubatão, em conjunto com o Sindicato dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Sinoreg/SP). O evento ocorrerá em 30 de maio, com início previsto para as 16 horas, na sede do Centro Educacional Unificado (CEU) Professora Marta Joseti Ramos Impalea, na Rua Assembleia de Deus, 65, Jardim São Francisco.

As informações são da organizadora do casamento comunitário, a servidora Simone Gomes da Silva. Ela adiantou que além da solenidade festiva, que deverá contar com decoração apropriada para o evento, haverá outros tipos de atenção para marcar o grande dia. Cada casal receberá foto e DVD da cerimônia, além de um kit composto de bolo confeitado, bem-casados (doce normalmente oferecido em festas de casamento), um champanhe e refrigerante. Os noivos receberão ainda convites de casamento para que familiares e amigos participem do evento, e mais o buquê de flores, a ser levado pela noiva, conforme a tradição.

Exatamente 65 casais terão sua união oficializada por meio da sétima edição do Casamento Comunitário (Foto: Divulgação)

Só de despesas de cartório, a economia é de mais de R$ 300,00, conforme a organizadora. Têm sido requisitos para participar do enlace coletivo promovido pela Prefeitura: residir em Cubatão e ter o casal renda conjunta de até três salários mínimos. Disse que os 25 noivos remanescentes quanto as vagas disponibilizadas, mesmo sem tomar parte da celebração coletiva, também serão casados, igualmente sem qualquer ônus de cartório, em ocasião oportuna. Deverão ser informados pelo cartório, que se encarregará da realização do ato solene.

No evento comunitário, os casamentos deverão ser realizados por quatro juízes de paz, conforme adiantou Simone Gomes, de modo que os noivos não tenham de esperar muito tempo até chegar sua hora de dizer o "sim".   

A titular da Semas, Raquel Reis Gonçalves Peralta, afirmou que o Casamento Comunitário, que vem sendo oferecido pela Municipalidade com as parcerias necessárias, ao visar à formalização da união de casais, garante direitos previstos em lei. "Isso, além de fortalecer vínculos familiares, é importante no sentido de manter a inclusão social", destacou.

Curso - Os noivos contarão ainda com um curso preparatório, que deverá tratar do casamento em si e de aspectos da vida a dois, no dia 16 de maio, com início previsto para as 8 horas, no Bloco Cultural José Edgard da Silva, ao lado da Prefeitura, na Praça dos Emancipadores s/ nº.