X
Saúde

Prefeitura de SP só tem teste de Covid para 15 dias

Para tentar amenizar a ameaça da falta de testes, a prefeitura autorizou as organizações sociais que administram unidades de saúde a importarem testes de Covid

A prefeitura espera que o fim do estoque atual coincida com a chegada de novos, que foram comprados / Reprodução/Redes Sociais

A Prefeitura de São Paulo tem testes de Covid-19 para apenas mais 15 dias, período em que a Secretaria Municipal da Saúde espera a chegada de novos lotes. No fim de semana, a pasta anunciou que passou a limitar a testagem a grupos de risco, como gestantes, puérperas, moradores de rua e profissionais da saúde. Outro pré-requisito é ter ao menos dois sintomas gripais.

"Precisamos testar os sintomáticos porque eles precisam de tratamento logo", afirmou o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, durante cerimônia que marcou o início da vacinação de crianças nesta segunda-feira (17), em um hospital da zona sul de São Paulo.

O prefeito Ricardo Nunes (MDB), que estava no evento, afirmou que a administração municipal está com dificuldade para encontrar kits no mercado.

O jornal Folha de S.Paulo mostrou que metade dos laboratórios particulares tem testes para apenas mais sete dias.

Aparecido lembrou que o período de férias na indústria farmacêutica coincidiu com a explosão de pacientes infectados com a variante ômicron do novo coronavírus.

Para tentar amenizar a ameaça da falta de testes, a prefeitura autorizou as organizações sociais que administram unidades de saúde a importarem testes de Covid. "É mais ou menos o que fizemos com os kits de intubação no ano passado", afirmou o secretário.

A prefeitura espera que o fim do estoque atual coincida com a chegada de novos, que foram comprados. A secretaria não informou quantos testes tem o estoque atual.

No início de janeiro, a prefeitura anunciou que todos os pacientes com sintoma respiratório que chegassem às unidades básicas de saúde seriam testados contra Covid e gripe. Nunes admitiu, porém, que precisou restringir a grupo de riscos pela alta demanda. Na época, foram anunciados 300 mil kits de testes.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.


"Se confirmarmos a média móvel dos últimos 15 dias que mostre um processo de estabilidade na transmissão na transmissão da ômicron, vamos precisar de uma quantidade menor de teste", afirmou Aparecido.
Segundo ele, a média móvel da última semana estava em 5.881 casos. No fim de semana foram 3.000, mas há subnotificação e atrasos. "Por isso precisamos esperar mais um dia para confirmar se há estabilidade na transmissão."

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Semana do Brincar em Santos começa neste domingo com atividades para a família na orla

De 23 a 26 de maio, várias atividades serão realizadas nas escolas municipais

Polícia

Caçada a Cupertino teve campana em velório e fuga em caminhão de melancia

Polícia Civil usou um leque variado de estratégias de investigação na caçada do empresário acusado de matar o ator de Chiquititas Rafael Miguel e os pais

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software