Atividade na praça Mauá alerta sobre anemia falciforme

Na tenda montada no local, profissionais abordavam a população para alertar sobre a importância do diagnóstico e tratamento adequado.

Comentar
Compartilhar
21 NOV 201311h56

Quem passou pela praça Mauá na tarde da última terça-feira (19) pode obter informações detalhadas sobre anemia falciforme. A doença hereditária é muito frequente entre indivíduos negros, mas também pode ocorrer em brancos. Na tenda montada no local, profissionais abordavam a população para alertar sobre a importância do diagnóstico e tratamento adequado. A iniciativa foi promovida pela SMS (Secretaria Municipal de Saúde), dentro das atividades da Semana da Consciência Negra, com apoio da Escola Técnica de Enfermagem Di Solimene.

Elisandra Bernardo da Silva, 37 anos, aproveitou a ocasião para aferir a pressão arterial. Atenta às explicações, tirou dúvidas e saiu satisfeita, “na próxima semana vou ao médico para fazer o exame”. Já Claudionor Ornelas, 72 anos, parou na tenda para saber mais sobre a doença. “Ações como essa são louváveis, ajudam a população. Deveriam ocorrer com maior regularidade”, sugeriu.

A doença hereditária é muito frequente entre indivíduos negros, mas também pode ocorrer em brancos

Foto: Rê Sarmento