SEDUC

Sudeste terá ação integrada em segurança, diz Pezão

"Uma das grandes (pautas), que envolvemos o Paulo Hartung (governador do Espírito Santo) e o Geraldo Alckmin (São Paulo), são as operações que vamos começar com os Estados na área de segurança"

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201500h26

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), afirmou que o Estado terá ações integradas na área de segurança com São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.

"Temos discutido permanentemente (com Minas) uma pauta em conjunto. Uma das grandes, que envolvemos o Paulo Hartung (governador do Espírito Santo) e o Geraldo Alckmin (São Paulo), são as operações que vamos começar agora nas barreiras com os Estados na área de segurança", afirmou a jornalistas na Marquês de Sapucaí, no Rio. Pezão não deu mais detalhes sobre a operação.

Em relação a Minas, afirmou que existe uma conversa constante com o governo. "A economia mineira e a do Rio são muito parecidas, os problemas são iguais. O que a gente paga de dívida é quase o mesmo valor, tem diversas questões que nos afligem. (Minas) Tem também a dependência de uma commodity, que é o ferro como temos no petróleo."

Pezão (PMDB) afirmou que o Estado terá ações integradas na área de segurança com São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo (Foto: Divulgação)

O governador ressaltou que o Estado ainda tem limite de endividamento e que a receita deve ser elevada. "Tenho certeza que vamos aumentar nossa receita, mesmo com a crise. Estamos melhorando fiscalização, apertando sem aumentar impostos, cobrando devedores."

Sobre a crise hídrica, Pezão disse que no início de março será enviado um projeto para a Assembleia Legislativa com o tema. Entre as iniciativas, está a recomendação para empresas usarem água de reuso. O governador disse que o projeto está em elaboração e não deu mais detalhes. ()