Banner gripe

STF define pena de José Dirceu: 10 anos e 10 meses de prisão

Ex-ministro da Casa Civil terá que cumprir pena em regime fechado.

Comentar
Compartilhar
12 NOV 201219h05

Apontado pela corte como o "mandante" do esquema do mensalão, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, teve o cálculo da sua pena concluído nesta segunda-feira (12) pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A pena de Dirceu somou 10 anos e 10 meses de prisão, mais multa de R$ 676 mil.

Até o final do julgamento, as penas dos réus condenados ainda podem sofrer ajustes para mais ou para menos, de acordo com o papel exercido por cada um no esquema.
 
Ele foi condenado por formação de quadrilha e corrupção ativa. Segundo o Supremo, Dirceu "ordenou" o esquema de pagamento de propina a parlamentares da base aliada em troca de apoio no Congresso ao governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 
O ex-ministro da Casa Civil terá que cumprir a pena em regime fechado, conforme regra prevista no Código Penal se, ao final do julgamento, prevalecer a punição aplicada nesta segunda-feira, a de pena superior a oito anos de reclusão.

O Supremo Tribunal Federal (STF) também concluiu nesta segunda-feira (12) o cálculo da pena do ex-presidente do PT José Genoino, condenado por formação de quadrilha e corrupção ativa no julgamento do mensalão. A pena de Genoino somou 6 anos e 11 meses de prisão, além de multa no valor R$ 468 mil.
 
Se ao final for mantida a punição determinada nesta segunda, Genoino deverá cumprir a pena em regime semi-aberto, quando o réu pode deixar o presídio durante o dia para trabalhar.
 
José Dirceu foi apontado pela corte como o mandante do esquema do Mensalão (Foto: Elza Fiúza/ABr)

Colunas

Contraponto