Queiroz Galvão aguarda notificação oficial da Prefeitura para prestar serviço

A contratação da Queiroz Galvão ocorreu na mesma data

Comentar
Compartilhar
14 MAR 201322h39

A Queiroz Galvão está aguardando notificação oficial da Prefeitura de Guarujá para retomar os serviços de limpeza urbana. O contrato da empresa estava suspenso devido a liminar concedida em favor da Terracom, no dia 6 de abril, pelo juiz da 2a Vara de Guarujá, Guilherme da Costa Manso Vasconcellos, garantindo a prorrogação do contrato. A contratação da Queiroz Galvão ocorreu na mesma data.

Na última terça-feira, o desembargador Peiretti de Godoy, da 9a Câmara de Direito Público determinou a cassação da liminar que garantia a manutenção dos serviços pela Terracom, em favor da Prefeitura e da Queiroz Galvão.

O contrato da Queiroz Galvão é em caráter emergencial com vigência de seis meses, prorrogáveis por mais seis. A empresa será informada oficialmente sobre a retomada do serviço depois que a Prefeitura notificar a Terracom.

Ontem, a assessoria de imprensa do Executivo informou que ainda não havia notificado a Terracom sobre a decisão judicial. O contrato da Terracon, firmado em 2001 encerrou no mês de março e foi prorrogado por mais 30 dias. No dia 24 de abril, o juiz da 2a Vara do Município prorrogou o efeito da liminar por mais seis meses, em favor da Terracom.

Na época da assinatura do contrato com a Queiroz Galvão, a Prefeitura economizaria 15% no valor da coleta de lixo e 45% por quilômetro de sarjeta, no serviço de varrição; além de expandir os serviços a áreas deficitárias. A Terracom deverá recorrer da decisão judicial.