X
Política

PSB adere ao Governo de Paulo Alexandre

Diretório municipal do partido entregará carta de intenções ao prefeito

A noiva está pronta, tem autorização dos pais para o casamento e falta apenas marcar a data da cerimônia. Assim pode ser considerada a situação do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em Santos, cujo diretório municipal aprovou, na noite de quarta-feira, a intenção de integrar o Governo Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

A confirmação da aprovação de uma carta de intenções a ser entregue ao chefe do Executivo santista foi dada por Igor Martins de Melo, o Professor Igor, um dos dois vereadores do PSB na Câmara.

O diretório municipal do PSB tem 30 membros e aprovou, por ampla maioria, a entrega da carta de intenções. A resistência foi mínima, segundo Igor Martins. “Na próxima semana vamos pedir um encontro com o prefeito. Falta apenas ele receber essa carta”.

Igor garantiu ao Diário do Litoral que na reunião dos socialistas não foi citada a necessidade de a legenda participar do Governo Paulo Alexandre com o comando de uma secretaria municipal. Havia a especulação de o ex-secretário de Meio Ambiente (do Governo João Paulo Tavares Papa, à época no PMDB) Fábio Alexandre Nunes, o Professor Fabião, ser indicado para uma pasta. “Não se falou em secretaria, e ninguém citou o Fabião no encontro”, assinalou Igor Melo.

Entre os pontos que constam da carta de intenção estão o desejo de ser ouvido em alguns atos do Executivo e a possibilidade de não aceitar eventualmente algumas decisões vindas do prefeito.

Prefeito nega reforma administrativa. Vereador Igor Melo vê identificação com o Governo (Foto: Matheus Tagé/DL)

O articulador

O presidente do PSB santista, Benedito Furtado, foi o principal articulador do movimento que pode colocar o partido no Governo Municipal. Igor Melo acredita que a adesão deve ocorrer até o início do recesso do Legislativo, que terá sessões até 15 de dezembro.

Alinhamento

Após a entrega da nova pista de skate na Praça Palmares, na manhã de ontem, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa comentou a possibilidade da adesão do PSB – deu a entender que não sabia do encontro do partido, na noite de quarta-feira, e estava sendo informado desta decisão pela Imprensa.

Ele lembrou que a legenda socialista e os tucanos estavam alinhados, na última eleição, tanto na disputa presidencial (segundo turno) como na corrida ao Palácio dos Bandeirantes (com Márcio França, do PSB, sendo eleito vice-governador na chapa de Geraldo Alckmin, PSDB).

“Tenho um enorme respeito pelo partido e por sua história”, assinalou o chefe do Executivo, para quem a sinalização de mais uma legenda “é um reconhecimento ao trabalho que estamos fazendo”.

Paulo Alexandre negou que pensa em fazer uma reforma administrativa. “Não se fala em reforma, mas em ajustes pontuais. O Governo tem se de aprimorar constantemente”.

Oposição desidratada

O PSB vem mantendo uma linha independente na Câmara desde o início do Governo Paulo Alexandre. Vota tanto a favor, como contra. A se confirmar a ida ao Governo Municipal, o prefeito só terá dois opositores no Legislativo, os petistas Adilson Júnior e Evaldo Stanislau.
 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

Se já estava ruim, vai piorar! Petrobras anuncia novo aumento nas refinarias

Reajuste passa a valer nesta terça-feira (26) para gasolina e diesel

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software