Prócida é diplomado nesta terça-feira

A diplomação só não ocorrerá se o prefeito Paulinho (DEM) reverter a situação no Tribunal

Comentar
Compartilhar
18 DEZ 201212h39

Clima tenso em Mongaguá. Nesta terça-feira (18), a juíza eleitoral Elen Cristina de Melo Alexandre irá diplomar Artur Parada Prócida, o Professor Artur (PSDB), como novo prefeito de Mongaguá. Uma grande movimentação política já está sendo aguardada às 15 horas, na Câmara, onde será realizada a cerimônia de diplomação.

A tensão é tamanha que o prefeito Paulo Wiazowski Filho, o Paulinho (atual presidente do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista – Condesb) cancelou a reunião de hoje do órgão, em Guarujá. 

Paulinho não quer se manifestar antes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão que analisa seu recurso. Conforme apurado pela reportagem, o prefeito reeleito pode mudar a situação até o dia 1º de janeiro (posse), o que cancelaria a diplomação e uma nova seria realizada. O Professor Artur não foi localizado. Segundo sua assessoria, Prócida estaria acompanhando a mãe em uma consulta médica em Santos. Às 19 horas, fechamento da reportagem, o professor Artur ainda não estava em sua residência.
 
Conforme já divulgado pelo DL no último sábado (15), foi feito o reprocessamento dos votos e validada a eleição do Professor Artur. Ele chegou a essa situação porque o ministro-relator do TSE, Marco Aurélio Mello, deferiu o registro da candidatura do ex-prefeito.  No mês passado, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE) modificou sentença de primeiro grau e cassou, por votação unânime, o registro de Paulinho e de seu vice, Uilson Aparecido Machado. Ele aguarda recurso no TSE.
 
Paulinho obteve 12.039 votos. Ele foi cassado porque teria feito propaganda de obras e serviços da Prefeitura nos três meses anteriores às eleições. 
 
Prócida deve ser ratificado às 15 horas. (Foto: Divulgação)