Obama se diz 'moderadamente otimista' com solução sobre abismo fiscal

Faltando pouco para o término do prazo, presidente americano voltou a pedir ao Congresso que chegue a um consenso e evitem o abismo fiscal.

Comentar
Compartilhar
30 DEZ 201214h54

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que está moderadamente otimista sobre um acordo para evitar o abismo fiscal e isentou o partido democrata de um eventual fracasso nas negociações, em entrevista ao programa "Meet the Press", da rede de televisão NBC.

Faltando pouco mais de um dia para o término do prazo para se costurar um acordo, Obama voltou a pedir ao Congresso americano que chegue a um consenso para evitar o abismo fiscal e culpou o partido republicano pelo fracasso das negociações até agora.

Obama afirmou que a resistência dos republicanos em aumentar os impostos para os americanos mais ricos vai levar a uma alta de tributos para toda a classe média dos EUA e afetar a economia do país em 2013.

"Estamos conversando com os republicanos desde que a eleição acabou", disse Obama, ressaltando que o partido tem encontrado dificuldade em dizer sim a repetidas propostas dos democratas.

A conversa com o presidente foi gravada no sábado e uma transcrição foi divulgada na manhã de hoje pela NBC. "Estava moderadamente otimista na sexta-feira, mas ainda não enxergamos um acordo. E agora a pressão está com o Congresso".