Ex-secretário de Kassab, Grasso nega relação com fraude

"Era público e notório na Prefeitura que existia uma investigação", declarou. "Eu não tenho nada com isso"

Comentar
Compartilhar
19 NOV 201311h21

Antonino Grasso (PV), subprefeito interino de Pinheiros, nega a denúncia feita à Controladoria-Geral do Município e diz que mantinha apenas "relação institucional" com Rodrigues e Barcellos. "Absolutamente. Nunca pedi nenhum favor ao Conselho Municipal de Tributos. Isso não existe", argumentou, segundo informa o jornal O Estado de S. Paulo, desta terça-feira, 19.

Ele, porém, admitiu que sabia da existência de uma investigação sobre a cúpula da Secretaria Municipal de Finanças da gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD). "Era público e notório na Prefeitura que existia uma investigação", declarou. "Eu não tenho nada com isso."

Grasso faz parte do grupo político do PV encabeçado pelo deputado federal José Luiz França Penna. 

Ele, porém, admitiu que sabia da existência de uma investigação sobre a cúpula da Secretaria Municipal de Finanças da gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) (Foto: Divulgação)