Ladrão com máscara cirúrgica e comparsa praticam roubo em Mongaguá

A Polícia Civil suspeita que o criminoso usava a máscara somente para ocultar feições e dificultar reconhecimento

Comentar
Compartilhar
02 ABR 2020Por Gilmar Alves Jr.19h20
O ladrão que usava máscara usou um revólver oxidado para render as vítimasFoto: Reprodução

Um assaltante usando máscara cirúrgica e um comparsa assaltaram dois homens que estavam a serviço de uma fabricante de cigarros, para transporte dos produtos, e subtraíram uma carga com 230 maços, na última segunda-feira (31), em Mongaguá. A Polícia Civil suspeita o criminoso que usava a máscara visava somente ocultar suas feições e dificultar reconhecimento das vítimas. 

O motorista e o ajudante que transportavam os cigarros foram rendidos às 12h50, quando faziam a entrega dos cigarros em uma mercearia na Avenida Nossa Senhora de Fátima, no Conjunto Barigui. 

O ladrão que usava máscara, da cor branca, portava um revólver oxidado e fez graves ameaças para a entrega dos produtos. Ele foi descrito como pardo, com cerca de 1,70m, e usava boné branco. 

Enquanto ele subtraía os cigarros, avaliados em R$ 1,5 mil, o comparsa dele, também pardo, de boné e com cerca de 1,70m, segundo as vítimas, foi buscar um Palio azul, que estava nas proximidades, e trouxe o veículo até a área do crime. 

Os produtos foram colocados no veículo e a dupla conseguiu fugir. 

Os funcionários compareceram à Delegacia de Mongaguá na tarde desta quinta-feira (2) para registrar o roubo. Eles chegaram a consultar álbuns fotográficos, mas não reconheceram os dois criminosos. 

A identidade da dupla é apurada pelo setor de investigações gerais da delegacia.