X
Itanhaém

Autoridades ampliam discussão sobre segurança pública

Práticas que fortaleçam o policiamento pautaram a reunião realizada entre o prefeito Tiago Cervantes e os vereadores da Cidade

Reunião entre o prefeito Tiago Cervantes e os vereadores de Itanhaém aconteceu na quinta (14) / Divulgação/PMI

A discussão sobre segurança pública e a importância de uma ação articulada dos Poderes Executivo e Legislativo para defender práticas que fortaleçam o policiamento na cidade pautaram a reunião realizada na última quinta-feira (14) entre o prefeito Tiago Cervantes e os vereadores de Itanhaém. O objetivo do encontro foi avançar os diálogos em relação às reivindicações da população e dar respostas rápidas a questões urgentes na área da segurança no âmbito municipal.

Em conversa com os parlamentares, o chefe do Executivo sinalizou que fará investimentos em importantes setores da segurança, como a aquisição de mil novas câmeras de monitoramento, incluindo instalações em praças e prédios públicos, e 12 OCR – conhecidas por fazerem a leitura de placas de automóveis e cruzarem com dados de carros roubados ou furtados – para cobrir as entradas e saídas do município (na divisa com Mongaguá e Peruíbe).

O Poder Executivo também anunciou que dará andamento ao processo licitatório para a locação de dois veículos à Polícia Militar e aumentará o efetivo da Guarda Civil Municipal, com a chegada de 30 agentes a partir de dezembro e a convocação de mais 20 guardas em janeiro de 2022.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“Momento importante de diálogo entre a Prefeitura e a Câmara Municipal. Apresentei as últimas medidas da Prefeitura na área da segurança, bem como acolhi todas as sugestões apresentadas. O interesse de todos é único: o bem-estar da população de Itanhaém”, ressaltou Cervantes.

Os vereadores apresentaram demandas e se colocaram à disposição para contribuir com pautas que endureçam legislações municipais, além de se comprometerem a cobrar do Estado soluções pontuais para o combate à criminalidade. “O papel do vereador é cobrar e buscar medidas assertivas junto aos principais órgãos do Governo de São Paulo para resgatar na população a sensação de segurança”, disse o presidente da Câmara, Silvinho Investigador, que ressaltou a importante da união de esforços entre as polícias Civil, Militar e a Guarda Civil Municipal para ações preventivas.

A Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda um policial para cada 350 pessoas, mas em Itanhaém, segundo dados do Instituto Sou da Paz, há um policial para 1.904 pessoas. Atualmente, o efetivo da Polícia Militar é de 67 agentes para uma cidade com mais de 100 mil habitantes. “As autoridades estaduais precisam abrir os olhos para Itanhaém e entender que os investimentos em segurança pública são essenciais”, salientou Silvinho.

 

GOVERNO DO ESTADO

Na próxima terça-feira (19), os vereadores terão uma audiência com o chefe da Assessoria Policial-Militar da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, o coronel da PM Carlos Alberto Machado, para solicitar reforço no policiamento, com a ampliação do efetivo das polícias Militar e Civil e envio de novas viaturas à cidade.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Turismo

Réveillon no Rio de Janeiro está cancelado

Paes já tinha afirmado que analisaria o cenário epidemiológico e que tomaria uma decisão sobre a manutenção ou não da festa até o dia 15

Mundo

Homem procura hospital com projétil de canhão no ânus e médicos acionam equipe antibomba

O objeto tem 17 cm de comprimento e 6 cm de largura

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software