Sem brilho mas objetivo, Corinthians vence Sport na Ilha do Retiro

Após um primeiro tempo apático, o Alvinegro voltou para o segundo tempo com mudanças no posicionamento que deram resultado

Comentar
Compartilhar
29 MAI 2016Por Gazeta Press13h10
Timão contou com objetividade e falhas do Sport para fazer 2 a 0 em RecifeTimão contou com objetividade e falhas do Sport para fazer 2 a 0 em RecifeFoto: Gazeta Press

O Corinthians esteve longe de ter uma grande atuação, mas conquistou mais uma vitória no Campeonato Brasileiro. Na manhã deste domingo, o Timão superou a pressão da Ilha do Retiro e o calor de Recife e bateu o Sport, fora de casa, por 2 a 0.

Após um primeiro tempo apático, o Alvinegro voltou para o segundo tempo com mudanças no posicionamento que deram resultado. Lucca, que entrou no lugar de Luciano, abriu o marcador aos 24 minutos. Aos 31, foi a vez de Marquinhos Gabriel aproveitar grande lançamento de Guilherme, destaque da equipe na partida, e acertar o ângulo do goleiro Magrão, marcando um belo gol.

Com o resultado, o Corinthians vai aos sete pontos no Brasileirão e segue entre os primeiros colocados. Já o Sport chega à terceira derrota em quatro rodadas e assume de vez a lanterna da competição, com apenas um ponto ganho. O time pernambucano não vence há oito partidas e se afunda ainda mais na crise.

O Timão volta a campo na quarta-feira, às 21h (de Brasília), para o seu primeiro clássico no Brasileirão, contra o Santos, em Itaquera. No mesmo dia e horário, o Leão também enfrenta clássico local diante do embalado Santa Cruz no Arruda.

Início sonolento e cheio de erros

Sport e Corinthians corresponderam o horário matinal da partida e começaram de maneira sonolenta. Os primeiros minutos de partida mostraram duas equipes sem criatividade e abusando de passes e lançamentos errados.

O primeiro suspiro de emoção do jogo veio aos oito minutos. Após uma saída de jogo rápida do Sport, Samuel Xavier recebeu na direita e cruzou rasteiro para Edmilson, que bateu de primeira e acertou o travessão de Walter.

No Corinthians, Tite havia repetido a escalação que venceu bem a Ponte Preta, na semana passada, em Itaquera. O meio-campo, porém, demorou a funcionar, e a equipe alvinegra não conseguia criar. O primeiro chute a gol do Timão veio aos 12 minutos, com Bruno Henrique, jogando mais adiantado, arriscando de fora e levando perigo a Magrão, que viu a bola sair à sua esquerda.

Timão desperdiça chance e vê Sport ensaiar pressão

Após mais alguns minutos de lentidão, o jogo voltou a se animar aos 27 minutos. Encarregado de armar o Corinthians, Guilherme descolou uma bela enfiada de bola e achou Marquinhos Gabriel, livre de marcação. O camisa 31 aproveitou falha de posicionamento da defesa adversária, saiu de frente para o gol, mas acabou chutando em cima do goleiro Magrão.

Depois disso, só deu Sport no restante da etapa inicial. A resposta do time da casa ao gol perdido por Marquinhos Gabriel veio no minuto seguinte. Após mais uma rápida troca de passes no ataque, Everton Felipe ajeitou para o volante Serginho, que chegou batendo forte de trás e obrigou Walter a espalmar para escanteio.

O goleiro corintiano mostrou o porquê de ter ganho a posição de Cássio novamente aos 41 minutos. Após cruzamento certeiro de Renê, Diego Souza subiu mais alto que a defesa e tocou de cabeça, obrigando Walter a se esticar todo para defender mais uma.

Mudanças surtem efeito e Timão constrói a vitória

Após o fraco primeiro tempo, o Corinthians voltou do intervalo com uma alteração de posicionamento: Giovanni Augusto foi para a direita e Marquinhos Gabriel para a esquerda. Aos sete minutos, justamente os dois envolvidos na troca criaram a melhor jogada do time na partida. Da direita, Giovanni cruzou para Guilherme, que ajeitou de calcanhar para Marquinhos chegar batendo e ver Magrão fazer mais uma defesa e salvar o Sport.

O Leão continuava melhor em campo e com mais posse de bola, mas não tinha a mesma intensidade do primeiro tempo. O Corinthians assistia apático ao adversário trocar passes. Preocupado com a baixa produção do ataque, Tite decidiu trocar Luciano, que manteve o jejum sem gols que já dura nova meses, por Lucca.

E, se Luciano não vive seu melhor momento, o garoto ex-Cricúma mostrou sua estrela. Aos 24 minutos, Giovanni Augusto descolou cruzamento certeiro da direita e Lucca tocou de cabeça no canto direito, balançando a rede de Magrão e abrindo o placar para o Timão.

O gol deu mais tranquilidade ao time de Tite, que aproveitou a parada técnica para ajeitar o posicionamento da equipe. Aos 31 minutos, os alvinegros praticamente liquidaram a partida. Em mais uma jogada de armador, Guilherme deu um belo lançamento para Marquinhos Gabriel, da esquerda, chegar batendo de primeira e acertar o ângulo de Magrão, marcando um golaço na Ilha do Retiro.

Abatido, o Sport apenas trocava passes sem nenhuma objetividade, e por muito pouco não cedeu o terceiro gol ao Timão aos 44 minutos. Em lance bizarro, Rodney Wallace jogou contra a própria meta e acertou a trave. A bola ainda tocou no goleiro Magrão, que estava no chão mas conseguiu evitar o gol contra.