Seleção brasileira feminina leva virada da Sérvia e perde a 1ª no Grand Prix

As sérvias fecharam o jogo por 3 a 2 - com parciais de 16/25, 29/31, 25/19, 25/19 e 18/16 -, em Macau, na China

Comentar
Compartilhar
17 JUN 2016Por Estadão Conteúdo23h30
Seleção brasileira feminina leva virada da Sérvia e perde a 1ª no Grand PrixSeleção brasileira feminina leva virada da Sérvia e perde a 1ª no Grand PrixFoto: Divulgação/FIVB

Depois da fazer um grande início no Grand Prix, a seleção brasileira feminina de vôlei sofreu nesta sexta-feira a sua primeira derrota na competição. Diante da Sérvia, adversária que venceu no último domingo, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães chegou a abrir 2 sets a 0 no placar, mas sofreu uma dura virada na sequência. As sérvias fecharam o jogo por 3 a 2 - com parciais de 16/25, 29/31, 25/19, 25/19 e 18/16 -, em Macau, na China.

A ponteira Brankica Mihajlovic, que já defendeu o Unilever/Rexona-RJ na Superliga no Brasil, e a oposta Tijana Boskovic foram os destaques da partida. Com o brilho da dupla, a Sérvia conquistou a sua primeira vitória na competição. A equipe europeia vinha de três derrotas seguidas, quatro se contar o último resultado da competição passada.

Zé Roberto escalou a seleção brasileira nesta sexta-feira com Dani Lins, Sheilla, Fê Garay, Natália, Thaisa, Fabiana e a líbero Camila Brait. Mari Paraíba e Naiane ficaram de fora da lista e Jaqueline fez a sua estreia na competição, após ser desfalque nos três jogos disputados no Rio.

Com esta formação, o Brasil venceu os dois primeiros sets, sem maiores sobressaltos. No primeiro, as brasileiras aproveitaram os erros e a desconcentração das sérvias para abrir boa vantagem A equipe europeia reclamou no início de lances polêmicos porque as partidas em Macau não contam com o recurso do desafio, que mostra em replay lances duvidosos.

O segundo set foi o mais equilibrado da partida, apesar de o Brasil ter liderado a parcial durante quase todo tempo. As sérvias apertaram no fim, mas não resistiram. Porém, ganharam confiança e tiveram um início fulminante no terceiro set. Chegaram a exibir vantagem de seis pontos no placar. A situação se repetiu na quarta parcial.

No quinto e decisivo set, a Sérvia praticamente não deu chances ao Brasil. Jaqueline até tentou estimular a reação das brasileiras em quadra, mas as europeias já tinham boa vantagem no placar e fecharam o jogo com um 18/16.

REPERCUSSÃO - Após ver a seleção ser derrotada de virada, José Roberto Guimarães elogiou a atuação das adversárias, que conseguiram um improvável triunfo diante das atuais bicampeãs olímpicas. O treinador, porém, apontou deficiências apresentadas pela equipe nacional nesta que foi a sua primeira derrota nesta edição da competição.

"A Sérvia jogou muito bem. Nós precisamos melhorar o nosso saque e o bloqueio. A Mihajlovic e a Boskovic tiveram pontuações muito altas e as sérvias fizeram uma partida melhor do que a nossa", ressaltou o comandante, em declarações reproduzidas pelo site oficial da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

A capitã Fabiana, por sua vez, seguiu a mesma linha de discurso do técnico e reconheceu que o Brasil precisa melhorar seu desempenho. "Primeiro tenho que parabenizar a Sérvia pela atuação no jogo de hoje (sexta-feira). Nós começamos bem, mas ao longo da partida cometemos muitos erros e não mantivemos o mesmo nível até o final", disse a central brasileira, que foi uma das maiores pontuadoras da seleção contra a Sérvia ao lado de Natália, com 16 acertos cada uma.