Rodízio diminui no Santos e Sampaoli dá sinais de que encontrou time ideal

Pela primeira vez na temporada, o Santos repetiu um trio de ataque em quatro jogos consecutivos

Comentar
Compartilhar
22 AGO 2019Por Folhapress15h49
Sampaoli já chegou a falar sobre como o time está acertado e sobre a dificuldade para qualquer jogador entrar na equipeFoto: Ivan Storti/Santos FC

O rodízio implementado pelo técnico Jorge Sampaoli no Santos desde o início da temporada tem diminuído nos últimos jogos, e o argentino começa a dar sinais de ter encontrado ao menos parte de um "time ideal" para o restante da temporada. Prova disso está no setor ofensivo da equipe.

Pela primeira vez na temporada, o Santos repetiu um trio de ataque em quatro jogos consecutivos: Soteldo, Derlis González e Sasha. Antes disso, o técnico Jorge Sampaoli só havia repetido o trio de ataque de forma consecutiva em três oportunidades na temporada.

A primeira aconteceu quando Soteldo, Rodrygo e Derlis enfrentaram Atlético-GO e Vasco, pela Copa do Brasil. Depois, Marinho, Soteldo e Sasha foram os escolhidos contra Atlético-MG e Corinthians, já pelo Campeonato Brasileiro. Por fim, Soteldo, Sasha e Uribe começaram contra Bahia e Botafogo, também pelo Brasileirão.

Do outro lado do campo, no gol, o técnico Jorge Sampaoli conseguiu firmar o titular que queria desde o início da temporada: Everson. O argentino chegou ao Santos pedindo um goleiro com boa leitura e trabalho com os pés, e a diretoria alvinegra foi buscar o reforço no Ceará. O camisa 22 começou os últimos dez jogos e já superou a maior sequência de Vanderlei no ano, que foi de sete partidas consecutivas.

O meio-campo ainda não está totalmente formado, mas aparenta ter ao menos dois titulares com vagas cativas: o volante Diego Pituca e o meia Carlos Sánchez. O lateral esquerdo Felipe Jonatan começa a ganhar espaço atuando como segundo volante e foi o titular ao lado da dupla citada nos últimos três jogos.

Por falar em lateral esquerdo, Jorge se firmou de tal maneira no setor que pode igualar neste domingo (25), às 16h, contra o Fortaleza, pelo Brasileirão, a maior sequência de qualquer jogador como titular de Sampaoli no ano: 12 partidas, recorde atual que pertence ao zagueiro Felipe Aguilar.

No setor defensivo, a maior dúvida é na lateral direita. Quando Victor Ferraz fica no banco ou não pode atuar, o treinador ainda não conseguiu encontrar um substituto à altura. Sampaoli vem escalando o zagueiro Lucas Veríssimo pelo setor, mas os resultados não têm sido os melhores.

O treinador já chegou a falar em entrevista coletiva sobre como o time está acertado e sobre a dificuldade para qualquer jogador entrar na equipe, que hoje lidera o Brasileirão. Ainda assim, Sampaoli ainda não repetiu nenhuma vez a equipe titular em jogos consecutivos e mandou a campo 40 escalações diferentes em 42 jogos.