Real Madrid empata com Juventus em Turim e fica bem perto da vaga

O resultado levou o time espanhol aos 10 pontos, na liderança do Grupo B da competição continental

Comentar
Compartilhar
05 NOV 201320h41

Juventus e Real Madrid fizeram nesta terça-feira um jogo digno de duas das principais forças do futebol mundial. O empate por 2 a 2, em Turim, representou bem o que foi o movimentado confronto, cheio de opções para ambos os lados. Melhor para o clube espanhol, que conquistou um ponto fora de casa e praticamente garantiu classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

O resultado levou o Real Madrid aos 10 pontos, na liderança do Grupo B da competição continental. A duas rodadas para o fim da primeira fase, o time espanhol tem seis pontos de vantagem para Galatasaray e Copenhague e só um desastre é capaz de provocar sua eliminação. Já a Juventus vive situação complicada, na lanterna da chave, com apenas três pontos somados em quatro partidas.

Ainda sem nenhuma vitória, a Juventus precisará de triunfos sobre o Copenhague, em 27 de novembro, em Turim, e Galatasaray, em 10 de dezembro, na Turquia, para avançar. Já o Real depende apenas de um empate no dia 27, contra o Galatasaray, no Santiago Bernabéu, para obter a vaga antecipada.

Mesmo atuando fora de casa, o Real começou indo para cima nesta terça-feira e teve bons momentos com Cristiano Ronaldo e Bale antes dos primeiros 15 minutos. A Juventus apostava nos contra-ataques e cresceu um pouco antes do intervalo. Casillas evitou os gols de Pogba e Marchisio, mas não conseguiu defender o pênalti cobrado por Vidal, aos 42, depois que Varane derrubou Pogba na área.

Atrás no placar, o Real voltou avassalador para a etapa final e conseguiu a virada em apenas 15 minutos. Aos sete, Cáceres saiu jogando mal, Benzema roubou e tocou para Cristiano Ronaldo bater na saída de Buffon, marcando seu oitavo gol em quatro partidas, na artilharia isolada da competição. Apenas oito minutos depois, Bale recebeu pela direita, cortou Asamoah e fez 2 a 1.

A alegria espanhola, no entanto, durou pouco. Aos 20 minutos, Llorente aproveitou cruzamento da direita e mais uma falha de Varane, que fez partida muito ruim, para marcar de cabeça. Precisando do resultado, a Juventus foi para cima, mas parou na boa marcação do Real, que segurou o empate.

Na outra partida da chave, o Copenhague aproveitou o fator casa para vencer o Galatasaray por 1 a 0, nesta terça-feira, e aumentar suas chances de classificação. Diante de sua torcida, o time dinamarquês foi para cima no início e marcou o único gol logo aos seis minutos, com Daniel Omoya Braaten.

Arturo Vidal, da Juventus, disputa a bola com Cristiano Ronaldo, do Real Madrid (Foto: Associated Press)

Grupo D

No Grupo D, os dois classificados já foram definidos nesta terça-feira, com duas rodadas de antecedência. Atual campeão europeu, o Bayern de Munique derrotou o Viktoria Plzen por 1 a 0, na República Checa, e manteve o aproveitamento 100%, agora com 12 pontos. E o Manchester City também avançou, ao ganhar em casa do CSKA Moscou, por 5 a 2, e chegar aos nove pontos.

Jogando fora de casa, o Bayern de Munique não precisou fazer grande exibição para antecipar sua classificação. Depois de golear os checos por 5 a 0 na rodada passada, o time alemão sofreu pressão no início da partida desta terça-feira e precisou se segurar na defesa antes de impor seu domínio em campo. O gol só veio no segundo tempo, com Mario Mandzukic de cabeça aos 20 minutos.

Enquanto o Bayern tinha certa dificuldade para manter o aproveitamento 100%, o Manchester City empolgava a sua torcida com uma goleada sobre o CSKA Moscou. Os ingleses venceram com três gols do espanhol Negredo, enquanto o argentino Agüero marcou os outros dois - Doumbia descontou duas vezes.

Grupo C

O Paris Saint-Germain desperdiçou nesta terça-feira a chance de antecipar sua classificação para as oitavas de final. Mesmo jogando em casa, no Estádio Parque dos Príncipes, saiu atrás no placar e precisou buscar o empate com o Anderlecht, por 1 a 1, graças ao astro sueco Ibrahimovic.

Se tivesse vencido, o PSG teria garantido a vaga nas oitavas de final. Como ficou no empate, soma agora 10 pontos, ainda na liderança do Grupo C, mas sem ter aproveitamento 100%. O Olympiacos é o vice-líder, com sete, e o Benfica tem quatro. Já o Anderlecht somou seu primeiro ponto na chave.

Sem a vaga antecipada, o PSG teve como consolo o retorno de Thiago Silva aos gramados. Após ficar afastado por cerca de 40 dias, em razão de uma lesão na coxa esquerda, o zagueiro brasileiro entrou no decorrer da partida e teve boa atuação. Mas não pôde evitar o gol de Demy de Zeeuw, que abriu o placar para o Anderlecht aos 23 minutos do segundo tempo.

O time belga, contudo, teve pouco tempo para comemorar. Dois minutos depois, Ibrahimovic chamou a responsabilidade para si e completou cruzamento da esquerda para as redes, evitando a derrota dos anfitriões.

Pela mesma chave, o Olympiacos derrotou o Benfica por 1 a 0, nesta terça-feira, na Grécia, com gol de Konstantinos Manolas, aos 13 minutos de jogo.

Grupo A

O Manchester United não passou de um empate sem gols diante da Real Sociedad nesta terça-feira, na Espanha, mas se manteve na liderança do Grupo A da Liga dos Campeões. O time inglês ainda teve chances para vencer no segundo tempo, mas Van Persie perdeu um pênalti e acertou a trave em outra oportunidade, mantendo o 0 a 0 no placar.

O resultado levou o Manchester United aos oito pontos, na liderança da chave, enquanto a Real Sociedad somou seu primeiro ponto e está na lanterna. O Bayer Leverkusen chegou aos sete pontos ao empatar, também por 0 a 0, na Ucrânia, com o Shakhtar Donetsk, que soma cinco pontos.

Mesmo fora de casa, o Manchester United dominou as ações no primeiro tempo desta terça-feira, mas não conseguiu criar grandes oportunidades. Acuada em boa parte dos 45 minutos, a Real Sociedad reagiu e teve as duas melhores chances no fim, com Carlos Vela e De la Bella.

Os ingleses só voltaram a ter o domínio na etapa final, com a entrada de Van Persie. Aos 19 minutos, ele recebeu cruzamento de Ashley Young e acertou a trave. Aos 23, o próprio Young sofreu pênalti. Van Persie foi para a cobrança, mas parou no goleiro Bravo. A bola ainda tocou a trave.