Promessa agenda conversa e quer continuar no Santos com Oswaldo

O atacante de 19 anos, que surgiu como promessa após a saída de Neymar, deve se reunir mais uma vez com a diretoria do Santos para decidir se terá ou não renovado o contrato

Comentar
Compartilhar
15 DEZ 201311h14

A indefinição do futuro de Neilton pode chegar ao fim nesta semana. O atacante de 19 anos, que surgiu como promessa após a saída de Neymar, deve se reunir mais uma vez com a diretoria do Santos para decidir se terá ou não renovado o contrato atual, válido até 30 de maio de 2014. Sua ideia, ele reforça, é permanecer na Vila Belmiro.

"Não resolvemos ainda. Vamos conversar de novo e espero que dê tudo certo nessa conversa, que eu possa ficar mais muitos anos", disse, na tarde deste sábado, antes de enfrentar o companheiro Thiago Ribeiro, em jogo beneficente na cidade de Diadema, onde passou parte da infância.

Se as partes não chegarem a um acordo pela extensão do vínculo, é possível até que ele se transfira para outra equipe. O que significaria não trabalhar com Oswaldo de Oliveira, treinador contratado pelo clube como substituto de Claudinei Oliveira para a próxima temporada.

"Com treinador novo, você tem que mostrar tudo de novo o que tinha mostrado. Isso é bom para toda a equipe, porque todo mundo vai querer mostrar e vai querer se empenhar cada vez mais nos treinos para conseguir titularidade", falou.

Neilton tem contrato até maio e quer seguir no Santos (Foto: Divulgação/Santos FC)

Thiago Ribeiro, que certamente trabalhará com o novo comandante por ter contrato até 2017, igualmente aprovou sua chegada.

"É um grande treinador. Nunca trabalhei com ele, mas, pelo que a gente acompanha dos trabalhos, é, sem dúvida nenhuma, um treinador de peso, um treinador que sabe realmente armar suas equipes. A gente torce para que no Santos ele tenha sucesso", comentou o também atacante.

Oswaldo, Thiago Ribeiro e, ao que tudo indica, também Neilton, se apresentarão aos trabalhos apenas em 6 de janeiro. Como é empregado do Botafogo até 31 de dezembro, o novo treinador só poderá se pronunciar oficialmente como santista a partir do ano que vem.