Palmeiras cede empate para o Coxa, mas chega à liderança

Com o resultado, o time paulista chegou aos 16 pontos, enquanto o Coxa, com oito pontos, segue fora da zona de rebaixamento

Comentar
Compartilhar
15 JUN 2016Por Gazeta Press23h59
Roger Guedes aproveitou falha da zaga para girar e soltar o pé para abrir o placarRoger Guedes aproveitou falha da zaga para girar e soltar o pé para abrir o placarFoto: Divulgação/PalmeirasFC

O Palmeiras chegou à liderança  do Campeonato Brasileiro – aguardando ainda o jogo do Internacional, na quinta-feira – ao empatar com o Coritiba, por 2 a 2, no Estádio Couto Pereira, em partida na qual dominou inteiramente o segundo tempo, mas sofreu gol nos acréscimos. Com o resultado, o time paulista chegou aos 16 pontos, enquanto o Coxa, com oito pontos, segue fora da zona de rebaixamento.

O Verdão começou pressionando os donos da casa e, aos seis minutos, Roger Guedes aproveitou falha da zaga para girar e soltar o pé para abrir o placar. Aos 19 minutos, Ruy cobrou falta e João Paulo testou para deixar tudo igual. Depois do intervalo, o estreante Cristaldo, aos 23 minutos, fez de cabeça. Mas, nos acréscimos, dados por causa de sinalizadores na torcida palmeirense, Leandro castigou os visitantes e empatou.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o América Mineiro, sábado, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Já o Palmeiras recebe no mesmo dia o Santa Cruz, no Allianz Parque, em São Paulo.

O jogo 

 O Palmeiras começou a partida com a marcação adiantada, tentando surpreender já nos primeiros minutos. E o gol não demorou a acontecer. Aos seis minutos, Roger Guedes recebeu lançamento de Thiago Santos, aproveitou o ciclo da defesa e bateu para abrir o placar. Na comemoração, homenagem a Alecsandro, afastado de forma preventiva da partida.

O Coxa acordou depois do gol e tentava reagir. Aos 12 minutos, Ruy fez o cruzamento fechado e Moisés apareceu para afastar. O jogo ficou paralisado por cerca de três minutos depois que Fernando Prass trombou com Kléber e ficou no gramado. Após o atendimento, a bola voltou a rolar e, aos 19 minutos, João Paulo aproveitou cobrança de falta perfeita de Ruy ara desviar para as redes, de cabeça, e deixar tudo igual.

O gol animou o torcedor e o próprio time, que equilibrou as ações dentro de campo. Aos 28 minutos, lançamento para Kleber pegar em velocidade, mas a arbitragem viu impedimento e parou o lance. O Palmeiras, sem espaço, tentou responder na bola parada, com Jean, que parou em uma saída precisa de Wilson. Aos 35 minutos, Prass e Kléber voltarem a trombar e quem ficou no chão foi o atacante.

O jogo ficou mais truncado, com muita reclamação entre os jogadores e a arbitragem. Aos 38 minutos, Ruy tabelou com Vinícius e chutou fraco, fácil para Fernando Prass. O Verdão tentou fazer jogada ensaiada, aos 44 minutos entre Zé Roberto e Jean, mas a bola não foi para o alvo. Nos acréscimos, Ruy cobrou falta e Juninho cabeceou para grande defesa de Prass.

Para a etapa final, o Palmeiras retornou com Cleiton Xavier no lugar de Thiago Santos. Logo no primeiro ataque palestrino, Vitor Hugo desviou no caminho e Wilson se adiantou a Gabriel Jesus para evitar o gol. A equipe paulista voltou melhor e dominava as ações. Aos sete minutos, Jean tabelou com Roger Guedes e cruzou rasteiro para a defesa coxa-branca afastar o perigo.

Boa disputa no Alto da Glória, com dois times querendo jogo. Aos 13 minutos, Moisés lançou, Gabriel Jesus se esticou para desviar e obrigar Wilson a fazer grande intervenção. Cuca optou então pela entrada de Cristaldo no lugar de Rafael Marques. Aos 19 minutos, contra-ataque nos pés de Roger Guedes, que encontrou Cristaldo. Após uma casquinha de cabeça, Moisés finalizou por cima da meta.

Porém, aos 23 minutos, ele mesmo, o argentino Cristaldo, aproveitou toque de Vitor Hugo na área e de cabeça empurrou para o fundo das redes. O Verdão fazia um grande segundo tempo e as mudanças de Cuca surtiram efeito. Aos 30 minutos, Gabriel Jesus partiu para a jogada individual, mas foi travado pela defesa. Ortega, de bicicleta, quase empata com muito estilo, aos 35 minutos, mas Prass estava atento. A torcida do Palmeiras acendeu sinalizadores e a partida foi paralisada aos 43 minutos.Com isso, o jogo foi aos 54 minutos, e Leandro, aos 49 minutos, aproveitou para marcar e deixar tudo igual.